ELMS 2021: 42 carros na abertura do certame em Barcelona

E
Ausente ano passado do calendário do ELMS, as 4h de Barcelona voltam este ano e abrem a temporada 2021 da categoria. Não haverá público, diferentemente da imagem de dois anos atrás, nas arquibancadas, por conta dos protocolos de segurança contra o Covid-19

RIO DE JANEIRO – Em pouco menos de duas semanas, terá início a temporada 2021 do European Le Mans Series (ELMS). O primeiro evento, na sequência do Prólogo, será a disputa das 4h de Barcelona, no circuito da Catalunha, dia 18 deste mês.

E a Le Mans Endurance Management (LMEM), organizadora da série, já divulgou a lista de entradas. Serão 42 carros, incluindo o hors-concours da Association SRT41, para pilotos com mobilidade reduzida – e que entrou na lista oficial das 24h de Le Mans como o concorrente Garage 56.

Correndo por pontos, teremos 32 protótipos, divididos irmãmente entre LMP2 e LMP3, mais nove carros Grã-Turismo. A salientar duas ausências: a Kessel Racing não faz a primeira prova com o carro #69 indicado para o sino-canadense Wei Lu e também o LMP3 da BHK Motorsport que teria entre os pilotos o italiano Alessandro Bracalente não será visto na Espanha.

Dentre os dezesseis LMP2, sete compõem a subclasse dentro da classe – eu explico: a partir de 2021 haverá também uma separação efetiva como Pro-Am para diferenciar os trios ou duplas que correm com pilotos bronze, já que nem todos os prata são gentleman drivers de fato ou direito.

Assim, dentre esses sete Pro-Am que também terão pódio à parte e classificação idem, está o carro #25 da G-Drive Racing, com o brasileiro Pietro Fittipaldi dividindo trabalhos com o angolano Rui Andrade – que corre com licença portuguesa (Angola não é da FIA) e o estadunidense John Falb, o gentleman driver do trio.

Eles terão como adversários a IDEC Sport com Dwight Merriman/Kyle Tilley/Ryan Dalziel, a DragonSpeed com Henrik Hedman/Ben Hanley/Ricky Taylor, a Ultimate de Jean-Baptiste e Matthieu Lahaye, mais François Hériau, o Racing Team Turkey de Salih Yoluç/Charlie Eastwood/Harry Tincknell, a Cool Racing via Alexandre Coigny/Antonin Borga/Nico Lapierre e também a Graff, de Vincent Capillaire, Maxime e Arnold Robin.

No mais, a LMP2 terá 47 pilotos já que a BHK optou por ter apenas dois tripulantes, divididos por 13 equipes. A grande novidade de 2021 é a estreia do Team WRT de Yves Weerts e Vincent Vosse, apostando em Louis Déletraz/Robert Kubica/Yifei Ye.

A atual campeã United Autosports tem mudanças nas suas formações de pilotos: Filipe Albuquerque prioriza WEC e IMSA, deixando espaço para Tom Gamble – que correrá o WEC de Porsche e Jonathan Aberdein, vindo do DTM, correr no #22 com Phil Hanson. No #32, estarão Job Van Uitert, Nico Jamin e Manuel Maldonado, sobrinho do polêmico e veloz Pastor Maldonado, que venceu sua única corrida de Fórmula 1 ali mesmo, em Barcelona.

Cabe lembrar que este será o primeiro evento oficial com o ‘refinamento’ do regulamento técnico da ELMS após a carta enviada pela FIA, ACO e LMEM às equipes. A partir das 4h de Barcelona, será adotado o kit de baixo arrasto aerodinâmico, além do motor mais estrangulado, com decréscimo de potência próximo de 70 HP em relação aos números auferidos até o ano passado – fora o uso de um composto mais lento dos pneus Goodyear, face ao que havia até 2020. Tudo para que estes protótipos sejam mesmo mais lentos que os Hypercars no WEC e Le Mans. Tenso…

Na divisão LMP3, muitas novas parcerias e equipes foram confirmadas para este ano e há ainda cinco vagas em aberto. As equipes DKR Engineering e Eurointernational não fecharam o terceiro nome para suas formações e a Inter Europol Competition, de bandeira polonesa, não tem ainda os três (ou dois) nomes do #14. Lembrando que nesta subclasse não existe a obrigação de se correr em trincas. Exceto que, diferente do que ocorre nos EUA, por exemplo, aqui só estão inscritos pilotos prata e bronze. É uma categoria, portanto, praticamente para gentleman drivers.

Dos 16 carros que deverão ser vistos em Barcelona, somente dois – da DKR e da Racing Experience – são do modelo Duqueine M30-D08. Os demais são Ligier JS P320.

Esmee Hawkey, britânica de 23 anos, estreia como uma das “Iron Dames” da Iron Lynx na disputa do ELMS 2021 na classe LMGTE

Fechando o lote, a LMGTE apresenta seis equipes no plantel com três fabricantes representados – Ferrari (seis bólidos), Porsche (dois) e Aston Martin (um). A italiana Iron Lynx responde por três das seis Ferrari 488 GTE Evo e terá uma nova versão das “Iron Dames”, com a estreia de Esmee Hawkey.

A britânica dividirá o carro #83 com Rahel Frey – inscrita também no WEC e Michele Gätting, que saiu do trio confirmado para o Mundial e veio somente para o Europeu. Manuela Göstner segue no WEC – mas vem para o Michelin Le Mans Cup, evento suporte do ELMS, dividir um cockpit com Doriane Pin, que esteve entre as 20 concorrentes do projeto FIA Girls on Track.

O ator anglo-alemão Michael Fassbender também estará a bordo: ele foi confirmado nesta terça-feira como um dos pilotos do #93 da Proton Competition junto a Richard Lietz e Felipe Fernandez Laser – é a mesma trinca do ano passado. Contudo, o #77 ganha o reforço do piloto de fábrica Gianmaria Bruni, que dividirá o cockpit com Jaxon Evans e Christian Ried.

Outra novidade é a aposentadoria de Aaron Scott, que deixou o #55 da Spirit of Race e em seu lugar estará David Perel, campeão do Asian Le Mans Series com a Rinaldi Racing. Nos demais carros inscritos da Iron Lynx estarão Claudio Schiavoni com Giorgio Sernagiotto e Paolo Ruberti no #60 e Matteo Cressoni divide o #80 com Miguel Molina e Rino Mastronardi.

As outras Ferrari serão a #66 da JMW Motorsport que terá Jody Fannin, o italiano Andrea Fontana e o hispano-estadunidense Rodrigo Sales, além da #88 da AF Corse com François Perrodo/Manu Collard/Alessio Rovera.

Por fim, o único Aston Martin garantido no grid, via TF Sport, vai de Ross Gunn/Ollie Hancock/John Hartshorne.

Em tempo: o protótipo da Association SRT41 será guiado por Pierre Sancinenna – que não tem mobilidade reduzida, ao lado dos pilotos-cadeirantes Nigel Bailly e Takuma Aoki, este último antigo participante do Mundial de Motovelocidade nas classes 250cc e 500cc com motores 2 tempos.

Com o fuso horário aumentado para 5h em relação à Europa, já que por lá teve início o horário de verão, as 4h de Barcelona do próximo dia 18 serão às 6h da manhã pelo horário de Brasília. Treinos de classificação serão realizados na véspera com início às 8h40 de Brasília e apenas 10min de duração para as três divisões presentes na competição.

O blog deve ter todos os vídeos de treinos e corrida, como já é costume, ao vivo.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

1 Comentário

  • No ELMS tem protótipos até demais né? Brincadeiras à parte, belíssimo grid, embora eu acho que a LMP3 exclusiva com pilotos menos graduados será uma usina de FCY, como vem sendo no IMSA mesmo com nomes muito bons correndo lá. Contudo, é importante para a saúde da categoria que o grid esteja cheio. Já na classe LMGTE, o diagnóstico é o mesmo do mundial, e que já é adotado pelo AsLMS e será pelo IMSA ano que vem: Carros GT3. Esperamos que a mudança para esta configuração ocorra o quanto antes para que tenhamos mais carros e marcas na classe de Gran Turismo.

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames