WTCR: abertura tem vitórias de Girolami e Azcona nas ruas de Pau

W

RIO DE JANEIRO – O FIA WTCR começou neste fim de semana a temporada 2022 com rodada dupla no circuito de rua da cidade francesa de Pau (pronuncia-se Pô) na região dos Pireneus. Traçado tinhoso e tradicional, que sediou por muitos anos provas de Fórmula 2 e Fórmula 3000 – inclusive Juan Pablo Montoya, quando ganhou por lá, enfiou uma volta de vantagem em todo mundo e isso nunca mais aconteceu. Hoje, o GP de Pau é disputado pelos carros do EF Open.

A abertura do campeonato foi disputada por 18 carros – ano passado foram vinte competidores no ano inteiro e uma equipe foi desmantelada após a 4ª etapa, voltando na penúltima rodada. Não deixa de ser preocupante que equipes como a Zengö e a Münnich Motorsport tenham reduzido sua força-tarefa a dois carros e Hyundai e Cupra representadas por somente uma escuderia, com dois carros cada uma. Não fosse a Lynk & Co. ter trazido de volta o chinês Ma Qing Hua à competição e a participação do wild card Eric Cayrolle, e as coisas teriam sido muito piores.

Na prova #1, vitória em 1-2 da Honda com Néstor Girolami sobrepujando o colega de time e compatriota Estebán Guerrieri e o exército da Cyan Racing, com o veterano Yvan Muller batendo o sobrinho, companheiro de esquadra e bicampeão do FIA WTCR, Yann Ehrlacher. Ma Qing Hua completou o top 5.

O melhor Audi foi oitavo com Gilles Magnus. Dos dois Cupra, Rob Huff foi quem se saiu melhor, com a 12ª colocação.

Na prova #2, uma patacoada logo na largada tirou Norbi Michelisz (Hyundai) e também o Honda de Attila Tassi, que neste ano defende o time Engstler Liqui Moly, que trocou o construtor sul-coreano pelo japonês. Michelisz teve de desistir de imediato e Tassi voltou para terminar em 13º.

A pátria da BRC Hyundai foi salva pelo novo contratado, o substituto de Gabriele Tarquini, que se aposentou das pistas aos 60 anos: vitória de Mikel Azcona, com o uruguaio Santiago Urrutia em segundo e Ma completando o pódio. O francês Nathanaël Berthon foi quarto num dos Audi da Comtoyou e Guerrieri fechou em quinto.

Girolami foi 7º na prova #2, mas “Bebu” sai de Pau com a liderança do campeonato somando 49 pontos, contra 42 de Guerrieri e 41 de Azcona. Ehrlacher é somente o oitavo classificado, com 18.

A temporada 2022 do FIA WTCR deveria ter começado na República Tcheca, mas tanto a prova marcada para Most quanto a da Rússia, prevista para Sóchi, foram canceladas por conta da invasão da Rússia à Ucrânia. Ambas, coincidentemente, foram trocadas por corridas na França – a da Rússia será na mesma data anterior (6 e 7 de agosto), na região da Alsácia, na pista de Anneau du Rhin.

A próxima rodada da competição será no fim de maio no Nürburgring Nördscheleife, como preliminar da tradicional prova com 24h de duração que lá se realiza.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames