MENU

8 de julho de 2013 - 16:42Mundial de Endurance

Strakka fora do restante do campeonato do WEC

honda-strakka-rac-e1364250074199

RIO DE JANEIRO - Péssima notícia para o Mundial de Endurance, a mais de um mês e meio da realização das 6 Horas de São Paulo. A escuderia britânica Strakka Racing decidiu, com efeito imediato, abandonar o restante da temporada 2013 do WEC na classe LMP1.

Apesar da vitória entre os times não-oficiais na disputa da 81ª edição das 24 Horas de Le Mans, os britânicos consideraram uma série de eventos para tomar a decisão, como a obsolescência do HPD ARX-03c e vários problemas de logística (como a falta de peças de reposição), aliados aos planos do time para ter um carro mais competitivo em 2014, quando todos os protótipos da divisão principal deverão ser construídos no formato coupé, ou seja, fechados.

O HPD é um protótipo spyder e não haverá mais desenvolvimento até o fim da temporada por parte da Honda e do Wirth Research, responsável pelo projeto do bólido.

“Consideramos uma série de possibilidades que vão envolver a Strakka Racing para um nível superior no automobilismo para o futuro”, disse o Team Manager Dan Walmsley. “Foi uma decisão muito difícil de tomar, mas no melhor interesse a longo prazo. Esperamos poder anunciar nossos planos para 2014 muito em breve”, afiançou o dirigente.

O protótipo guiado por Nick Leventis, Danny Watts e Jonny Kane faz sua despedida no Goodwood Festival of Speed, neste fim de semana.

Assim, o grid da LMP1, que já estava bastante reduzido em Sarthe com a presença de apenas oito carros (três R18 e-tron quattro da Audi, dois TS030 Hybrid da Toyota, outros dois Lola B12/60 Toyota da Rebellion e o HPD da Strakka), terá apenas quatro bólidos nas 6 Horas de São Paulo, já que a Audi só inscreverá dois carros para a corrida brasileira, a Toyota reduziu seu plantel para apenas um carro – com exceção de Fuji – e a Rebellion terá um bólido apenas no restante do ano.

Tempos difíceis, estes…

11 comentários

  1. wellington disse:

    falta de respeito total com o wec a fia deveria ver isso

    • rmb37 disse:

      Não é uma questão de falta de respeito, Wellington. O problema é que em 2014 muda o regulamento e as equipes estão revendo suas possibilidades. A Toyota já jogou a toalha neste ano e a Rebellion a partir de agora também só vem com um carro. Serão só quatro LMP1 em Interlagos. Pena!

  2. Fernando Lima disse:

    Que pena…um carro a menos na P1 para conferir aqui em Interlagos…agora…não sei se isto seria viável, mas eles poderiam inscrever o carro na ALMS para o restante da temporada, onde um outro HPD, da Muscle Milk, manda no certame…seria interessante ver um duelo destes dois.

  3. Jarno Saratt disse:

    Todos os LMP1 serão coupé em 2014? Mas tem alguns LMP2 que também são coupé, como a Lotus e a HVM Status GP que participaram de Le Mans.
    É possível que que a Strakka migrará para a LMP2 no ano que vem ou terá um novo carro competitivo?

    • rmb37 disse:

      Sim, na LMP2 não há restrição. Ainda podem ser concebidos carros sem capota. E todos os LMP1 serão coupé em 2014. Obrigatório. E veremos os planos da Strakka para o próximo ano.

  4. Diogo disse:

    Não diria que são tempos difíceis, Rodrigo. A mudança drástica no regulamento justifica o desinteresse. Por outro lado, as perspectivas para a LMP1 em 2014 são excelentes, com Audi, Porsche, Toyota, Caterham, Strakka, Rebellion… Vai ser um grande campeonato.

    Pra ficar perfeito só faltariam os retornos da Peugeot, Oreca e Pescarolo. Mas aí é sonhar demais.

  5. Arthur Luz disse:

    Realmente uma pena, mas tem males que vem para o bem.
    2014 muda tudo e de acordo com minhas “profecias” 2015 será o grande ano para o deslanche do WEC.
    No quesito tecnologia, o WEC está sendo e vai ser ainda mais interessante para as equipes e montadoras. O menor número de corridas (a maioria na Europa) e a possibilidade de não correr em todas as provas, leva a categoria, ao meu ver, à um ar mais romântico do automobilismo, atraindo assim, bons garagistas.
    Se minhas “profecias” se confirmarem, em 2017, muita gente vai mudar de idéia e vai voltar a competir com tudo no WEC.

    Torcendo pra se concretizar.

    att,
    Arthur

  6. marcos josé disse:

    Acho mais barato investir em uma categoria abaixo do LMP1 do que gastar milhões de euros em desenvolvimento na qual você não terá o retorno do investimento; melhor investir na LMP2 na qual terão mais chances de vitórias ou ser envolvida em algum projeto do LMP1 com a Audi, Toyota ou Porsche só saberemos no fim da temporada.

  7. […] DE JANEIRO – Após a Strakka Racing bater em retirada do restante da temporada do Mundial de Endurance (WEC), agora é a vez da Gulf Racing Middle East […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>