MENU

20 de maio de 2016 - 18:33Rali

Rali de Portugal, dia #1: Meeke lidera, Paddon incendeia

wrc-rally-portugal-2016-kris-meeke-paul-nagle-citroen-ds3-wrc-citroen-world-rally-team-600x330

Sobrando: Kris Meeke e Paul Nagle lideraram o primeiro dia do Rali de Portugal

RIO DE JANEIRO - O primeiro dia de provas para valer do 50º Rali de Portugal mostrou que, mesmo fora dos eventos do México e da Argentina, o britânico Kris Meeke continua em excelente forma. O piloto da Citroën dominou as trilhas lusitanas com seu DS3 e foi praticamente perfeito. Tanto que conquistou uma vantagem sólida de mais de meio minuto sobre o atual tricampeão e líder disparado do campeonato, Sebastién Ogier.

Dani Sordo ficou num sólido 3º lugar ao fim do dia, não muito distante do piloto da Volkswagen: o espanhol da Hyundai tem desvantagem de menos de seis segundos para Ogier e quinze sobre Andreas Mikkelsen, que se destacou nas especiais nesta sexta-feira. Em contrapartida, Jari-Matti Latvala ficou para trás: o finlandês, que precisa urgente de um grande resultado e venceu o evento em 2015, perdeu quase quatro minutos ao longo do dia e terminou a primeira perna de especiais na 9ª posição.

ng6828920

Ardendo em chamas: terminou de forma dramática o Rali de Portugal para o vencedor da etapa da Argentina, Hayden Paddon. Felizmente ele e o navegador John Kennard não se feriram

Pìor aconteceu ao recente vencedor do Rali da Argentina, Hayden Paddon: o neozelandês da Hyundai, que chegou à esta etapa com a vice-liderança do Mundial de Pilotos, enfrentou um problemaço na SS6 – a segunda passagem por Ponte de Lima. O i20 New Generation do “Kiwi” e seu navegador John Kennard começou a pegar fogo após se acidentar e cair num precipício e felizmente a dupla conseguiu sair do carro a tempo, sem sofrer qualquer ferimento. O incêndio destruiu o carro por completo. E o incidente prejudicou também o Ford Fiesta da dupla estoniana Ott Tanak/Raigo Molder, que igualmente se acidentaram e ficaram fora de combate.

Com isso, Thierry Neuville, que faz este evento com a equipe Hyundai Motorsport N, o time de segundo escalão do construtor sul-coreano, alcançou a 5ª posição, ajudado também pelos triunfos consecutivos nas duas curtas SS realizadas ao fim do dia. Stéphane Lefèvbre, com o outro Citroën DS3 da equipe Abu Dhabi World Rally Team, fechou a sexta-feira com um ótimo sexto posto, seguido pelos Ford alinhados pela M-Sport – Mads Østberg adiante de Eric Camilli, o que não é propriamente uma surpresa. Mas o desempenho dos dois pilotos ficou abaixo do esperado.

Entre os WRC2, que contam com um excelente total de 26 duplas, Pontus Tidemand despontou na liderança e com o 10º lugar na classificação geral. O peruano Nicolás Fuchs é o 2º da classificação na subcategoria, seguido pelo líder do campeonato Elfyn Evans. Quentin Gilbert e Hubert Ptaszek completam o top 5. O brasileiro Ilo Diehl e seu navegador Eduardo “Soneca” estão em 67º no agregado dos tempos – já sem chance alguma de conseguir um resultado razoável na competição.

Classificação parcial do Rali de Portugal:

1. Meeke-Nagle (Citroen DS3 Wrc) – 1.28’53”3
2. Ogier-Ingrassia (VW Polo Wrc) + 31”9
3. Sordo-Marti (Hyundai i20 Wrc) + 37”3
4. Mikkelsen-Jaeger (VW Polo Wrc) + 52”3
5. Neuville-Gilsoul (Hyundai i20 Wrc) + 1’12”2
6. Lefebvre-Moreau (Citroen DS3 Wrc) + 1’33”5
7. Østberg-Floene (Ford Fiesta RS Wrc) + 1’46”0
8. Camilli-Veillas (Ford Fiesta RS Wrc) + 1’49”7
9. Latvala-Anttila (VW Polo Wrc) + 3’50”9
10. Tidemand-Axelsson (Skoda Fabia R5) + 3’53”5

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>