MENU

28 de junho de 2016 - 20:35WTCC

WTCC: Monteiro leva torcida portuguesa ao delírio

monteiro_16062602-630x354

Ovacionado em Vila Real: Tiago Monteiro não desiste da luta e promete se manter vivo até o fim em busca do título do WTCC

RIO DE JANEIRO - No fim de semana em que Portugal garantiu a passagem para as quartas-de-final da Euro 2016, o país vibrou com o triunfo de Tiago Monteiro na rodada de Vila Real do WTCC, o Mundial de Carros de Turismo. O espetacular circuito urbano, que foi o palco da última perna europeia da temporada, recebeu uma multidão sedenta por uma conquista do ídolo local e o piloto da Honda não decepcionou.

Pole position com uma volta “mágica” para a prova principal, Tiago liderou de ponta a ponta as 14 voltas da corrida, suportando toda a pressão do francês Yvan Muller, que por sua vez trouxe a reboque os dois outros pilotos da Honda oficial – o húngaro Norbert Michelisz e o britânico Rob Huff, que chegaram em terceiro e quarto.

O argentino José María “Pechito” López, que em 2017 deve competir na Fórmula E e no WEC, ficou com a 5ª posição – mais do que suficiente para manter o “hermano” na liderança do campeonato.

Na primeira corrida, com grid invertido entre os dez primeiros colocados no Q2, o holandês Tom Coronel deu um show de pilotagem, mantendo Tom Chilton, seu antigo companheiro de equipe na ROAL, sob controle ao longo de toda a disputa. O britânico ganhou a 2ª posição de outro holandês, Nicky Catsburg, com o Lada Vesta. Assim, tivemos três pilotos de três marcas diferentes no pódio.

Mehdi Bennani foi o quarto numa prova muito disputada, em que López foi de novo quinto e Rob Huff, numa arrojada (e rara) manobra de ultrapassagem sobre Thed Björk, completou a disputa em 6º lugar.

A vitória na prova #2 em Vila Real foi a terceira de Tiago em três pistas diferentes em seu país – ele ganhara também no Estoril e no circuito urbano do Porto, na Boavista. O piloto chegou a 149 pontos na tabela – e esse total poderia ser maior se a Honda não fosse desclassificada no Marrocos. Ainda assim, Monteiro disse que não vai desistir do sonho de ser campeão do WTCC. O problema é que López, faltando cinco rodadas e 10 corridas, tem exatos 101 pontos de vantagem e a próxima etapa é… na Argentina, no circuito de Termas de Río Hondo, em 7 de agosto.

O resultado da prova #1 em Vila Real:

1 – Tom Coronel (Chevrolet Cruze) – ROAL – 13 voltas
2 – Tom Chilton (Citroen C-Elysee) – Loeb – 0”597
3 – Nick Catsburg (Lada Vesta) – Lada – 2”626
4 – Mehdi Bennani (Citroen C-Elysee) – Loeb – 3”145
5 – José María López (Citroen C-Elysee) – Citroen – 3”626
6 – Rob Huff (Honda Civic) – Honda – 4”332
7 – Thed Bjork (Volvo S60) – Volvo – 5”155
8 – Norbert Michelisz (Honda Civic) – Honda – 5”452
9 – Yvan Muller (Citroen C-Elysee) – Citroen – 7”411
10 – Tiago Monteiro (Honda Civic) – Honda – 8”054

O resultado da prova #2:

1 – Tiago Monteiro (Honda Civic) – Honda – 14 voltas
2 – Yvan Muller (Citroen C-Elysee) – Citroen – 0”821
3 – Norbert Michelisz (Honda Civic) – Honda – 2”181
4 – Rob Huff (Honda Civic) – Honda – 3”402
5 – José María López (Citroen C-Elysee) – Citroen – 16”164
6 – Thed Bjork (Volvo S60) – Volvo – 17”374
7 – Nick Catsburg (Lada Vesta) – Lada – 17”904
8 – Mehdi Bennani (Citroen C-Elysee) – Loeb – 21”614
9 – Hugo Valente (Lada Vesta) – Lada – 23”054
10 – Tom Chilton (Citroen C-Elysee) – Loeb – 23”364

Classificação do campeonato:

1. José María López – 244 pontos
2. Tiago Monteiro – 143
3. Nicky Catsburg – 139
4. Mehdi Bennani – 134
5. Yvan Muller – 133
6. Norbert Michelisz – 127
7. Robert Huff – 125
8. Gabriele Tarquini – 104
9. Tom Chilton – 103
10. Tom Coronel – 75
11. Hugo Valente – 70
12. Thed Björk – 41
13. Frëdrik Ëkblom – 35
14. James Thompson – 22
15. Grégoire Demoustier – 11
16. John Filippi – 7
17. René Munnich e Ferenc Ficza – 2
19. Sabine Schmitz – 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>