MENU

21 de agosto de 2017 - 00:06Rali

WRC: Tanak ganha na Alemanha e Ogier retoma liderança

12024_OttTanak-Germany-2017_006_896x504

RIO DE JANEIRO - Décima etapa do World Rally Championship (WRC), o Rali da Alemanha foi disputado nas lendárias estradas por onde passaram os tanques do exército nazista de Adolf Hitler na época do totalitarismo e da II Guerra Mundial. E naquelas trilhas que fizeram parte – para o bem e para o mal – da história da humanidade, o estoniano Ott Tanak conquistou sua segunda vitória no atual campeonato. E entrou de vez na briga pelo título.

O piloto da Ford M-Sport e seu navegador Martin Jarvejoja dominaram a competição desde o primeiro dia e só tiveram em Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul adversários capazes de superá-los. A dupla belga, inclusive, chegou a este Rali com a liderança do campeonato – com os mesmos pontos de Sébastien Ogier/Julien Ingrassia, atuais tetracampeões mundiais – só que com uma vitória a mais.

Porém, Neuville acabou sofrendo um despiste numa curva e a suspensão de seu Hyundai i20 apanhou danos que não poderiam ser reparados pelos próprios meios da dupla do carro #5. Contrariado, Thierry teve que desistir. Mas não da luta pelo título. “Vamos lutar por ele”, escreveu nas redes sociais.

Com apenas cinco vitórias em especiais no Rali da Alemanha, de um total de 21 disputadas, Tanak cumpriu o percurso com 16 segundos de vantagem para Andreas Mikkelsen/Anders Jäger Synnevag, que salvaram mais uma vez a honra da Citroën: logo no primeiro dia, Kris Meeke bateu e ficou 10 minutos para trás. Depois, o britânico abandonou. Que fase…

Outro bom piloto em asfalto que não teve sorte foi Dani Sordo, que também acidentou-se no primeiro dia, perdeu a chance de pontuar no top 10 e voltou para cumprir tabela, ganhando apenas o Power Stage, que lhe rendeu cinco pontos extras no campeonato. Esapekka Lappi, o vencedor do Rali da Finlândia, também não foi bem e usou a última especial para coletar mais pontos na tabela.

Com Neuville fora, Sébastien Ogier fez o feijão com arroz temperadinho para conquistar mais um pódio – o sétimo em 10 etapas. O francês reassumiu a liderança do campeonato com o 3º lugar, seguido por Juho Hänninen/Kaj Lindström, que apesar de uma falha de amortecedores no sábado, salvou a pele da Toyota num dos eventos ‘caseiros’ da marca, cujo departamento de esporte a motor é em Colônia.

Craig Breen conquistou a quinta posição e mais um pontinho extra no Power Stage, seguido ainda pelo galês Elfyn Evans, por um apagadíssimo Jari-Matti Latvala e por outra das decepções do Rali da Alemanha, o neozelandês Hayden Paddon.

O herói local Armin Kremer conquistou os primeiros dois pontos no ano e Eric Camilli, após o domínio inicial de Jan Kopecky, venceu entre os competidores da divisão WRC2, salvando ainda o 10º posto na geral. O tcheco da Skoda chegou em 2º na subclasse, seguido por Pontus Tidemand (que conquistou por antecipação o título mundial de 2017), Quentin Gilbert e Pierre-Louis Loubet.

A próxima etapa, em terreno misto de cascalho e asfalto, é o Rali da Catalunha, na região de Tarragona, na Espanha, entre os dias 6 e 8 de outubro.

Resultado final do Rali da Alemanha:

1 – Tanak-Jarveoja (Ford Fiesta WRC ’17) – 2.57’31”7
2 – Mikkelsen-Jaeger (Citroen C3 WRC ’17) + 16”4
3 – Ogier-Ingrassia (Ford Fiesta WRC ’17) + 30”4
4 – Hanninen-Lindstrom (Toyota Yaris WRC ’17) + 1’49”2
5 – Breen-Martin (Citroen C3 WRC ’17) + 2’01”5
6 – Evans-Barritt (Ford Fiesta WRC ’17) + 2’03”4
7 – Latvala-Anttila (Toyota Yaris WRC ’17) + 3’58”2
8 – Paddon-Marshall (Hyundai i20 WRC ’17) – 4’32”4
9 – Kremer-Winklhofer (Ford Fiesta WRC ’17) + 10’19”4
10 – Camilli-Veillas (Ford Fiesta R5) + 10’44”3

Classificação do campeonato após a 10ª etapa:

1. Sébastien Ogier – 177 pontos
2. Thierry Neuville – 160
3. Ott Tanak – 144
4. Jari-Matti Latvala – 123
5. Dani Sordo – 89
6. Elfyn Evans – 87
7. Craig Breen – 64
8. Dani Sordo – 58
9. Hayden Paddon – 55
10. Esapekka Lappi – 49
11. Andreas Mikkelsen – 39
12. Kris Meeke – 31
13. Teemu Sunninen – 25
14. Stéphane Lefévbre – 22
15. Mads Østberg – 19
16. Jan Kopecky – 5
17. Pontus Tidemand – 4
18. Eric Camilli – 3
19. Stéphane Sarrazin e Armin Kremer – 2
21. Yohan Rossel e Bryan Bouffier – 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>