MENU

12 de maio de 2018 - 20:48European Le Mans Series

DragonSpeed herda pole em Monza: TDS Racing é desclassificada

MPSA_ELMS_MON18_SP2_0656-1

Herança: a DragonSpeed contou com a desclassificação da TDS Racing para conquistar a pole position em Monza. Felipe Nasr larga da 13ª posição em sua estreia no ELMS

RIO DE JANEIRO - Durou menos de um dia a alegria da TDS Racing nos treinos oficiais para as 4h de Monza, segunda etapa do European Le Mans Series, com largada às 7h30 deste domingo pelo horário de Brasília – com vídeo AO VIVO no blog. O carro #33 guiado por Matthieu Vaxivière na sessão de classificação que definiu o grid de 43 carros, acabou desclassificado por conta de uma irregularidade descoberta na vistoria técnica.

A equipe fez uso de peças não homologadas na carroceria para mascarar uma modificação feita de forma ilegal. Logo, os tempos foram excluídos e o carro terá de largar da última posição do grid.

A TDS Racing não foi a única desclassificada: o carro #31 da APR-Rebellion Racing, que assim herdaria o 2° lugar do grid, também foi excluído da formação extra-oficial do grid porque o splitter dianteiro do protótipo guiado por Gustavo Menezes não se encontrava de acordo com a altura mínima exigida pelo regulamento.

Isto posto, por herança, o primeiro lugar do grid é da DragonSpeed, que na semana passada viveu o dissabor do acidente com Pietro Fittipaldi nos treinos em Spa-Francorchamps e hoje sorri – meio amarelo, é verdade – com a pole de Ben Hanley. O tempo do britânico foi de 1’35″837.

Quarta colocada no treino classificatório, a novata Duqueine Engineering já se vê na primeira fila do grid em sua segunda aparição na LMP2, com Nelson Panciatici marcando 1’36″074. A segunda fila terá o #26 da G-Drive Racing e o Ligier JS P217 #22 da United Autosports, tripulado no qualifying pelo português Filipe Albuquerque.

Vencedora da etapa inaugural do campeonato em Paul Ricard, a Racing Engineering ficou com a 10ª posição após todas as exclusões técnicas dos comissários. E o brasileiro Felipe Nasr, estreando pela Cetilar Villorba Corse, não conseguiu encaixar uma boa volta. Ficou com o 13º tempo – 1’37″279. Terá que fazer um bom turno de pilotagem neste domingo se quiser conquistar pontos junto aos seus novos companheiros, os italianos Roberto Lacorte e Giorgio Sernagiotto.

Na classe LMP3 também houve mudanças no resultado do treino, mas não do pole position: a Ultimate Racing conquistou o ponto extra com Matthieu Lahaye guiando o Norma M30 da equipe francesa para marcar 1’45″386 e bater por 0″224 a marca de David Droux. A terceira posição seria da AT Racing e o carro #9 conduzido por Mikkel Mac Jensen, mas na vistoria o protótipo Ligier JS P3 da família Talkanitsa foi excluído por irregularidades técnicas.

Assim, a P3 da categoria acabou herdada pelo #2 da dupla campeã do ano passado, formada por John Falb e Sean Rayhall. Vencedora da etapa de abertura, a RLR MSport ficou com o quarto tempo do grid na classe e a Oregon Racing, mais rápida do FP1, ficou em quinto.

E entre os LMGTE, a grata surpresa foi a pole position da Ebimotors com Riccardo Pera marcando 1’47″493 para bater o experiente Gianmaria Bruni, da Proton Competition, por apenas dezoito milésimos de segundo. A Spirit of Race ficou em terceiro graças a Matt Griffin, seguida por Andrea Bertolini (Krohn Racing) e Marc Lieb (Proton Competition).

A JMW Motorsport não fez tomada de tempo por conta do acidente sofrido no segundo treino livre, que danificou a Ferrari 488 GTE do time britânico. Mas os vencedores em Paul Ricard garantiram presença na corrida de amanhã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>