MENU

26 de julho de 2018 - 13:41Mundial de Endurance

O primeiro Hypercar?

37859493_2163539357007859_9180128828649897984_o-696x392

 

RIO DE JANEIRO - Deixou de ser segredo que James Glickenhaus sempre quis disputar as 24 Horas de Le Mans. Nos últimos anos, seus carros de aparência espetacular têm sido atração nas 24 Horas de Nürburgring, mas com a mudança do regulamento do Mundial de Endurance para começar no segundo semestre de 2021, trocando os atuais protótipos LMP1 pelo conceito Hypercars revelado em junho pelo Automobile Club de l’Ouest (ACO), a possibilidade se escancara de forma real.

Tanto que a Scuderia Cameron Glickenhaus avança seus piões em algumas casas nesse autêntico jogo de xadrez que será a formatação do plantel de equipes do FIA WEC e também da clássica corrida de La Sarthe, apresentando croquis do seu futuro projeto: o SCG 007 LMP1.

Ao custo de US$ 1 milhão (cerca de R$ 3,7 milhões), serão comercializadas 25 unidades de rua, cujo lucro com as vendas financiará o projeto do carro de competição – ainda que não se saiba quantos bólidos serão construídos. O objetivo é fazer do carro o primeiro modelo construído nos EUA a conquistar as 24 Horas de Le Mans na classificação geral em mais de meio século, algo que não acontece desde que a Ford conquistou quatro triunfos consecutivos entre 1966 e 1969 com seus lendários modelos MKII e GT40.

Vamos aguardar…

7 comentários

  1. Gabriel Medina, O outro disse:

    Simplesmente horrendo, mais feio que bater na mãe por causa da mistura. Não vejo vantagem alguma nessas regras novas e, sinto dizer, acho muitíssimo provável que não dê em nada e em pouco tempo os gênios na dobradinha ACO/FIA tenham que recorrer a um plano de emergência, como uma “P2 Plus”.

    Alias, imagina que bisonho uma joça dessa sendo mais rápida que um verdadeiro carro de corrida, como os P2?

    Pelo menos a proposta da Toyota era muito mais razóavel e realmente tem cara de carro de corrida.

  2. ags disse:

    Geddel Motors Corp.. vai comprar 3 desses carros..
    e criar o Team made Bahia..[
    Moleza..meu rei..
    Oxente Hans e Raimundo Nonato.serão o Team Manager..
    Bresil no automobilismo mundial..em 2019…

  3. Antonio Vidal disse:

    Calma galera….calma…o automobilismo, principalmente no velho continente, vem operando mudanças significativas no cenário mundial. Os “elétricos” chegaram pra ficar, os híbridos já são uma realidade. A tal da “categoria máxima” vem perdendo vertiginosamente espectadores e telespectadores. Categorias estão se associando para ganharem mais força. As provas de longa duração começam a se reinventar tentando roubar um público que antes só olhavam para monopostos. Vamos aguardar…seria uma maravilha se os tais hypercars tivessem o shape dos 917, 512M, GT 40 e 962C….

  4. Gabriel Medina, O outro disse:

    Da série: Eu Avisei: https://sportscar365.com/lemans/wec/ford-ferrari-exit-2020-hypercar-talks/#comment-2498839

    Dos 5 integrantes do grupo de discussão original, dois dão todos os indícios de que desistiram e mais mandou um funcionário de uma divisão mais interessada em fornecer tecnologia do que competir como marca.

    Só Toyota e Aston Martin, que já tem projetos muito parecidos, parecem estar interessadas e a Glickenhaus não é lá algo para ser levado 100% a sério, convenhamos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>