MENU

12 de janeiro de 2019 - 08:59GP às 10, Grande Prêmio

GP às 10: Brabham no WEC

5 comentários

  1. Pedro Perez disse:

    Vamos cruzar os dedos e torcer para que essa empreitada dê certo, muito legal você ter lembrado da era Piquet/Murray na Brabham, essas lembranças também marcaram minha vida.

  2. Ivair disse:

    Rodrigo boa tarde. Também concordo com você com relação ao furada WEC. Atualmente está tudo muito ainda nebuloso. Os chamados “carros elétricos “ mexeram com o automobilismo mundial. Realmente espero que outras equipes ou “fábricas” façam o mesmo. Já com relação aos “HyperCard”, estou realmente pessimista; mas enfim vamos aguardar. Tenha um bom ano

  3. Jonny'O disse:

    Eu particularmente sempre achei a Brabham um time simpático, teve a era da riqueza durante o periodo do Bernie entre 74 a 96 , mas antes na era Brabham mesmo foi um dos times mais eficientes da historia , em se comparando a grana que gastava em um ano frente os demais times, a química Brabham mais Ron Tauramac foi impressionante , seus resultados com tanta simplicidade mecânica que dispunham, gênios!!!
    É justamente essa faze que me chama atenção este projeto, atualmente eles reivindicam um motor próprio, mas na verdade é um bloco da ford, o resto é tudo by Brabham ,o que é natural em se tratando de Brabham , porque o primeiro modelo campeão em 66 usava um motor Repco , que na verdade era um bloco de alumínio Oldsmobile , ou seja, a receita é semelhante , to na pilha aqui…….na torcida!!!!

  4. Carlos Eduardo Nogueira disse:

    Muito bom ver e ouvir Rodrigo Mattar aqui no GP às 10 !

  5. Max Morais disse:

    Belo comentário Rodrigo. Muito bom ouvir e ver vc falando da volta da Brabham ao mundo da competição. Você entendo do assunto daí merece os aplausos. Parabéns!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>