Green GT fora das 24h de Le Mans

G

J5-JulieSueur_JTLM_006

RIO DE JANEIRO – Não será desta vez que as 24 Horas de Le Mans verão um projeto inovador de carro de competição. O Green GT H2, misto de protótipo e Grã-Turismo sem capota, está fora da corrida de Endurance mais tradicional do planeta.

Uma das principais razões é a demora no procedimento do desenvolvimento do hidrogênio como combustível. Por ser altamente complexo, requer muito mais tempo de testes. E para evitar um possível vexame de ver o carro desqualificado no Journée Test da próxima semana, os responsáveis pelo projeto, Jean-François Weber e Jean-Michel Bouresche, decidiram abortar a participação do carro hors-concours em Sarthe.

 “O GreenGT H2 tem um grande potencial e a margem de crescimento é muito importante. No entanto, a complexidade e  o custo desse único exemplar, impôs a criação de um método extremamente rigoroso e muito demorado. É um procedimento inédito. Estamos apenas no início da aventura, e é importante continuar o desenvolvimento desta grande demonstração de tecnologia do hidrogênio, que é o GreenGT H2 “, afiançou Weber.

O Green GT H2 poderá aparecer até o fim do ano numa pista de corrida, pelo que deu a entender o diretor do ACO Vincent Beaumesnil. “Podemos autorizar sua participação como hors-concours numa das demais provas do Mundial de Endurance, já que o regulamento prevê a participação ocasional deste tipo de carro”, disse.

D3L_2105

Enquanto o ambicioso projeto é abortado, a ProSpeed Competition comemora: a última vaga reserva era do time belga, que já tinha um elenco de pilotos completinho: Emmanuel Collard, François Perrodo e Sébastien Crubillé. Assim, a LMGTE-AM ganha mais um concorrente na briga pela vitória neste ano de 2013.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

4 Comentários

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames