MENU

22 de junho de 2015 - 17:26V8 Supercars

Cem vezes Lowndes

1434805046930

Tricampeão do V8 Supercars, Lowndes chegou à 100ª vitória da carreira no circuito de Hidden Valley, em Darwin

RIO DE JANEIRO – Craig Lowndes conquistou sua 100ª vitória no International V8 Supercars Series. O piloto da Red Bull Racing Australia faturou a segunda das três corridas disputadas no circuito de Hidden Valley, em Darwin, região norte do país. Dos pilotos em atividade no campeonato, o veterano de 41 anos completados justamente neste domingo é o que mais corridas disputou – 554 – e o que mais venceu, sem contar os 236 pódios conquistados desde que estreou no certame.

O triunfo do “Triple Eight” aconteceu na segunda prova curta da programação e foi o único ponto alto do piloto no fim de semana, já que ele foi apenas 18º colocado na primeira prova e 15º na terceira, demonstrando uma certa inconsistência do time patrocinado pelo touro vermelho. Jamie Whincup, inclusive, não vai ao pódio desde a rodada de Barbagallo e por isso está apenas em 8º lugar no campeonato, com 879 pontos. Lowndes está em segundo, com 1070.

Mark “Frosty” Winterbottom, que assumiu a liderança do campeonato na etapa de Winton, em que venceu duas das três baterias, chegou ao pódio apenas na prova #1, com a 2ª posição. O piloto da Prodrive Racing Australia mantém o comando da classificação com 1165 pontos. Chaz Mostert, companheiro de equipe do líder do campeonato, foi um dos melhores pilotos do fim de semana, com três pódios e uma vitória. Outro destaque da etapa de Hidden Valley foi a primeira vitória de David Reynolds a bordo do #55 da Rod Nash Racing, que deixa o piloto em 7º na classificação do campeonato.

Até este momento, a grande decepção do campeonato é a performance dos Volvo. Scott McLaughlin não é nem sombra do piloto do ano passado, com um 7º lugar como melhor resultado no ano e três abandonos – afora a ausência na prova #1 da Clipsal 500 em Adelaide. O companheiro de equipe David Wall jamais terminou entre os dez primeiros em nenhuma prova neste ano.

Com relação ao futuro, o comitê de gestão técnica da categoria está próximo de uma definição quanto ao futuro regulamento, a entrar em vigor a partir de 2017. Além do downsizing mecânico que já vinha sendo debatido e discutido nos últimos meses, é bem possível que os carros passem a ser modelos de duas portas. Com os rumores envolvendo a Ford e a Holden quanto à permanência das marcas mais tradicionais do certame dentro das novas regras, o CEO James Warburton busca novos participantes para manter o elevado nível da competição – que hoje conta, além das marcas já citadas neste post, com a Mercedes-Benz e a Nissan – nos próximos anos.

A classificação do campeonato após Hidden Valley é esta:

1. Mark Winterbottom (Ford) – 1165 pontos
2. Craig Lowndes (Holden) – 1070
3. Fabian Coulthard (Holden) – 1010
4. Chaz Mostert (Ford) – 991
5. Shane Van Gisbergen (Holden) – 940
6. James Courtney (Holden) – 935
7. David Reynolds (Ford) – 925
8. Jamie Whincup (Holden) – 879
9. Garth Tander (Holden) – 870
10. Rick Kelly (Nissan) – 771

Compartilhar

3 comentários

  1. Robertom disse:

    Pelo amor de Deus!
    A burrice nas propostas de alterações dos regulamentos técnicos é contagiosa…
    Tirar o V8 é um crime hediondo, e vai matar a categoria.
    E com a Holden e Ford Austrália de fora, pode bater os pregos no caixão,,,

  2. Wellington disse:

    Parabéns a Craig Lowndes!!!! Dizem que a festança pós corrida foi grande, e a conta da mesma também! O_O

    Acho que por isso a corrida longa do Domingo foi bem mais tranquila do que as duas do Sábado, que teve muita ação por parte dos pilotos, cheias de batidas, toques e ultrapassagens, o que me surpreendeu, visto que em geral acontece o contrário!

    Ainda sobre Lowndes, foi muito legal o reconhecimento da torcida com ele, todos (todos mesmo) ovacionaram a sua vitória!!!

    Whincup por outro lado… que desastre esse fim de semana, quase sempre no fim do pelotão, se envolvendo em acidentes e com uma estratégia doida, alias que foi aquela troca de pneus? invertendo os 4 ao invés de trocar!? juro que eu revi a cena várias vezes depois… e ri não entendendo nada… esse campeonato para ele não tá fácil, acho que ele deve ter enjoado de ganhar.

    Agora comentando o campeonato…

    Pegando fogo, muito melhor que o do ano passado, vários pilotos mostrando que querem vencer, os pilotos da Prodrive (Ford) mostrando que a equipe acertou a mão e por isso “Frosty” tem liderado pela conscistência, mas Chaz Mostert tá chegando, ele é minha aposta para vencer o campeonato… fora Reynolds que nas últimas corridas já tem dado trabalho (felicitações pela vitória – finalmente!!!).

    Pelo lado da Holden, Coulthard é o que se mostra em melhores condições de brigar pelo título junto com Lowndes, pena que neste fim de semana ele sofreu com os acidentes em que o envolveram (ele tinha reais chances de vencer e passar a liderar o campeonato).
    Gisbergen até agora tem feito corridas medianas…. mas pelo menos não tem tirado ninguém das corrida – o que já é alguma coisa.
    O que eu estranho é o time oficial da Holden apanhar tanto dos outros…

    Das outras montadoras, a Nissan é a que tem se mostrado mais forte, tem um carro muito rápido, mas falta o “piloto”, Caruso só tem batido, e Rick Kelly tem sofrido com o ritmo de corrida, fez até pole, mas precisa melhorar para finalmente vencer com o Nissan Altima.

    A Erebus (Mercedez), já venceu… mas desde então… só no fundo do pelotão. Igualzinho ao ano passado…

    E a Volvo??? que decepção! e aqui vou discordar de você Rodrigo… Não acredito que o piloto seja o problema – pelo menos não McLaughlin, o cara tá abatido é verdade, mas pó, pela performance do carro ano passado ele esperava (assim como todos nós) que ele estivesse brigando por vitórias e título esse ano – ao meu ver o problema é o carro….

    explico, a própria Volvo tem dito que não entende o que ocorre… as quebras, e principalmente o problema com os pneus… ano passado eles sofriam com os macios, agora inverteu… os caras não conseguem andar com os duros (que são usados na maior parte da corrida), e tem tentando de tudo para resolver, mas pelo visto não tem funcionado… para mim (e para muita gente por ai) parece ser “Karma”, ano passado com o piloto da própria volvo (Dalgren se não me engano) para desenvolver o carro a coisa andou bem demais (mesmo o piloto não se adaptando bem a V8), já este ano, com um piloto pagante (David Wall) o carro carece justamente no desenvolvimento….. parece que cresceram rápido demais os olhos para cima da grana do Wall e da Wilson security, e esqueceram que o carro precisa seguir sempre em desenvolvimento… engraçado que até após o fim da temporada passada muita gente quis trocar e pegar um S60 para este ano… acho que os mesmo estão é aliviados, porque a fabrica disse que preferia ficar apenas com dois carros para desenvolve-lo melhor, achavam que ainda precisava de velocidade…. vai entender…. pena, eu como fã da marca esperava mais deles.

    McLaughlin esta é tentando tirar “leite de pedra” do S60, brigando muito, com o carro, tem feito barbeiragens, mas é pela gana de melhorar, não posso culpa-lo por isso, ele briga, e se arrebenta (junto com o carro), mas tenta, até neste fim de semana, o vi tentar uma estratégia diferente dos outros carros para tentar algo (largando em penúltimo não tinha muito coisa para fazer) e no fim o 11º lugar não foi tão ruim.

    e por fim, merece destaque a transmissão… Show novamente, comentários que fazem sentido, análises bem feitas, e até um carro virtual os caras alinham no gride! a se todo mundo se inspirasse neles…

    agora é esperar 3 semanas pela próxima corrida.

    e Rodrigo, eu achei um site legal onde postam as corridas, até a Formula Truck tem, além de Rallycross, que eu achei bem legal (http://burningwhee1s.blogspot.com.br/)

    abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *