Quintarelli é o pole na abertura do Super GT

Q
100-HIR_6471
Pole, com novo recorde, para Ronnie Quintarelli na prova de abertura do Super GT 2019 em Okayama. O blog terá o streaming ao vivo nesta madrugada

RIO DE JANEIRO – A Nissan começou com o pé direito a temporada 2019 do Super GT: além de dominar os treinos de pré-temporada com o carro do Team Impul, hoje foi a vez de Ronnie Quintarelli conquistar a pole position para os 300 km de Okayama, primeira de um total de oito etapas da competição asiática.

No Q2, o piloto italiano do carro #23 da equipe Motul Autech Nismo registrou o novo recorde para o traçado de 3,703 km de extensão, relativo ao Super GT – 1’16″602, 0″274 melhor que o #12 guiado por Daiki Sasaki, parceiro de James Rossiter. Quintarelli dividirá a pilotagem com o japonês Tsugio Matsuda ao longo da corrida.

Atuais campeões, Jenson Button/Naoki Yamamoto partem da 3ª posição com o Honda NSX-GT Concept do Team Kunimitsu, dividindo a segunda fila com outro Honda – o da Keihin Real Racing, partilhado por Bertrand Baguette/Koudai Tsukakoshi.

Dos oito carros que avançaram para o Q2 que definiu a pole, foram todos os Nissan GT-R, três Honda e um solitário Lexus LC500: o carro de Ryo Hirakawa/Nick Cassidy conseguiu um lugar na quarta fila, ao lado do #3 de Kohei Hirate/Fred Makowiecki.

200-HNOB9388
Estreante no Super GT, Nirei Fukuzumi fez o melhor tempo no enorme plantel de inscritos – 29 carros – da GT300

A divisão GT300 passou por uma situação insólita: o Q1 teve de ser dividido em dois grupos, tamanha a quantidade de carros (29) inscritos. Para evitar problemas, foram 15 carros para o Grupo A e os demais para o Grupo B, tentar uma vaga no Q2, onde figurariam os 16 mais rápidos.

E não deu para João Paulo de Oliveira/Tomonobu Fujii: a dupla do novo Aston Martin da D’Station Racing não conseguiu avançar para a segunda fase do treino por conta de um problema de câmbio, segundo informou o “Oribeira” pelo Twitter. Assim, a dupla do carro #7 larga da 19ª colocação na categoria.

Hiroki Yoshida surpreendeu com o Toyota Mark X Mother Chassis da Saitama Toyopet Green Brave e fez o melhor tempo do Q1, somados os grupos. No treino final, Shigekazu Wakisaka melhorou o tempo do colega em três décimos, mas não foi o bastante para a pole: em sua estreia no Super GT, Nirei Fukuzumi classificou o Honda NSX-GT3 EVO da ARTA com a marca de 1’24″889, apenas dezesseis milésimos melhor que Sena Sakaguchi, a bordo do Lexus RC-F GT3 da equipe K-Tunes.

Os campeões de 2018 Naoya Gamou/Haruki Kurosawa classificaram a Mercedes-AMG da Leon Pyramid na quarta posição da classe, seguidos por mais dois Mother Chassis construídos pela Dome e alinhados pelo Hoppy Team Tsuchiya e pelo Team Mach Syaken.

Em contrapartida, as decepções do treino foram os Toyota Prius, agora dotados de motor dianteiro e o novo McLaren 720S GT3. Os dois bólidos não tiveram bom desempenho no Q1 do Grupo A e ficaram com as três últimas posições, apesar de todas as expectativas.

O espanhol Álex Palou, mesmo não sendo o mais lento do classificatório – a pior volta foi de Hisashi Wada, o último do Grupo B, com 1’27″568 – terá que largar junto ao experiente Seiji Ara da 44ª e última colocação do grid.

O blog A Mil Por Hora terá o streaming da abertura do Super GT ao vivo, nesta madrugada, direto de Okayama.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames