MENU

19 de setembro de 2019 - 13:48Mundial de Endurance

6h de Fuji com 30 carros confirmados

5d833ecbb1392

Vencedor em Silverstone, o carro #7 de López/Kobayashi/Conway terá um decréscimo de 1,4 segundos por volta em média durante as 6h de Fuji, de acordo com os parâmetros do BoP aplicado na 2ª etapa do campeonato

RIO DE JANEIRO – No próximo dia 6 de outubro, o Mundial de Endurance (FIA WEC) disputa a segunda etapa de seu campeonato bienal 2019/20. As 6h de Fuji terão um total de 30 carros, como confirmado hoje pela organização da categoria na divulgação de mais uma lista de inscritos – aparentemente a definitiva.

O plantel terá cinco LMP1 já que a Rebellion só levou o #3 para Silverstone, sem garantias de que aparecerá noutras etapas antes de Spa e Le Mans no ano que vem, oito LMP2, seis LMGTE-PRO e onze LMGTE-AM. Com novidades, aliás.

Oriundo da Fórmula 2, onde defende a equipe UNI-Virtuosi, Luca Ghiotto foi escalado no carro #5 do Team LNT para a prova japonesa junto a Ben Hanley e Egor Orudzhev. Charlie Robertson, que dividiu a pilotagem em Silverstone com seus colegas, foi remanejado para o #6 porque Chris Dyson ainda não está apto a estrear junto a Guy Smith e Mike Simpson.

Paul Di Resta é outro ausente no evento: o escocês tem compromisso com a última etapa do DTM no mesmo fim de semana e será substituído por Oliver Jarvis. Job Van Uitert estava de sobreaviso para substituir Frits Van Eerd no #29 mas não será preciso – e ademais o líder da Fórmula 2 Nyck de Vries faz sua primeira corrida a bordo do Oreca.

Fora das 4h de Silverstone por lesóes, Anthony Davidson e Alexandre Coigny estarão a bordo em suas respectivas equipes. E na LMGTE-AM, afora a não-confirmação dos parceiros de Thomas Preining no carro #88 para o segundo evento do campeonato, David Heinemeier-Hänsson deve enfim fazer sua primeira corrida junto a Matteo Cairoli e Egidio Perfetti no #56 do Team Project 1.

Na parte técnica, o Balance of Performance (BoP) a se estabelecer para a classe LMP1 em Fuji já foi definido.

O carro #7 dos vencedores da primeira etapa – José María López/Kamui Kobayashi/Mike Conway – terá restrições de fluxo de combustível e de potência do sistema híbrido a serem cumpridas no Japão. A estimativa é que eles sejam 1,4 segundo mais lentos por volta do que normalmente andariam. O #8 de Sébastien Buemi/Brendon Hartley/Kazuki Nakajima perderá um segundo por volta na média.

O Ginetta #5 correrá com lastro adicional de 34 kg (mínimo de 867 kg) e será na média seis décimos de segundo mais lento por volta. Já o #1 do brasileiro Bruno Senna, além de não ter lastro extra, perderá somente três centésimos e o #6, por ter terminado em 28º na geral em Silverstone, não sofrerá nenhum tipo de handicap.

Já na LMGTE-AM, a Ferrari #83 vencedora da classe na abertura do campeonato recebe 30 kg adicionais de peso mínimo, sendo quinze pela vitória e outros 15 pela liderança do campeonato. O Aston Martin #98 vai com 20 kg extras e a Ferrari #70 da MR Racing, que foi também ao pódio, 10 kg de acréscimo.

#22 UNITED AUTOSPORTS / USA / Ligier JSP217 - Gibson - 4 hours of Silverstone - Silverstone  - Towcester - Great Britain  -

Paul Di Resta será substituído por Oliver Jarvis na disputa das 6h de Fuji: o escocês tem compromisso pelo DTM, na Alemanha

A classificação após a 1ª etapa apresenta liderança do trio Conway/López/Kobayashi com 26 pontos, enquanto Nakajima/Hartley/Buemi somam 18 e Hanley/Robertson/Orudzhev 15. André Negrão, com 10 pontos, é 5º colocado junto a Pierre Ragues e Thomas Laurent. Bruno Senna está em nono com dois pontos, além dos parceiros Gustavo Menezes e Norman Nato.

Na pontuação paralela dos pilotos LMP2, o trio da Signatech-Alpine vem em segundo. A liderança é de Lapierre/Borga, com 25.

Entre os pilotos de Grã-Turismo, liderança inicial para Lietz/Bruni com 25 pontos, seguidos por Estre/Christensen com 18 e Lynn/Martin com 15. Felipe Fraga e parceiros somaram apenas meio pontinho na Inglaterra.

Já entre os pilotos da LMGTE-AM, o trio Collard/Perrodo/Nielsen lidera, com Gunn/Turner/Dalla Lana e Cozzolino/Ishikawa/Beretta a seguir. Fraga/Keating/Bleekemolen têm um ponto e o 10º lugar da classificação.

A largada das 6h de Fuji, pelo horário de Brasília, será às 23h de sábado – 5 de outubro.

1 comentário

  1. Fernando Silva disse:

    O BoP, se bem feito em nome da competitividade pode enfim fazer com que os LMP1 privados tenham reais possibilidade de brigar pela vitória…ao menos, nas 4h de Silverstone, a diferença nao foi tão grande comparando às temporadas anteriores…imaginem uma vitoria overall da Rebellion ou até mesmo de um Ginetta (mais dificil) numa corrida mais longa como as 8h do Bahrein ou as 1000 Milhas de Sebring…ou ainda a cereja do bolo em Sarthe. Seria encerrar a trajetória doa LMP1 com chave de ouro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *