MENU

15 de outubro de 2019 - 17:39European Le Mans Series

Decisão do ELMS terá 39 carros em Portugal

RIO DE JANEIRO – O belíssimo traçado do Autódromo Internacional do Algarve (AIA), na cidade portuguesa de Portimão, terá mais uma vez, o privilégio de sediar a decisão de um campeonato do European Le Mans Series.

No próximo dia 26, serão definidas mais quatro vagas para as 24h de Le Mans de 2020, juntando mais times aos que têm presença garantida até o momento. Um deles foi campeão antecipado do ELMS em Spa-Francorchamps: a Luzich Racing, já vitoriosa entre os pilotos com Fabien Lavergne/Nicklas Nielsen/Alessandro Pier Guidi, na classe LMGTE.

Duas categorias terão campeões conhecidos em Portugal: a LMP2 e a LMP3, com a principal divisão de protótipos da série europeia tendo liderança da G-Drive Racing com 93 pontos – treze à frente da IDEC Sport. Para ser campeã, a Graff terá que ganhar em Portimão e torcer para que os líderes não marquem nada e a IDEC não fazer mais do que o 3º lugar.

Entre os pilotos, Job Van Uitert e Roman Rusinov são os líderes. Novamente, eles terão a companhia de Jean-Éric Vergne, num plantel de 18 carros, sendo 14 Oreca (incluindo o Aurus 01 do time russo), três Ligier e um Dallara.

A LMP3 encerra uma era na última etapa: a partir de 2020, entra em ação o novo regulamento com novos carros, de quatro fabricantes – Onroak (Ligier), Duqueine, Ginetta e Adess. Serão treze os carros em Portugal, com a disputa pelo título aberta a três equipes.

Empatadas em pontos, mas com diferença de três vitórias contra uma, a Eurointernational vai para a decisão contra a Inter Europol Competition em busca da ambicionada vaga a La Sarthe para a classe LMP2. A Ultimate Racing corre por fora e precisa descontar 23 pontos de desvantagem.

A batalha na pista será, portanto, entre o carro #11 de Jens Petersen e Mikkel Jensen e o #13 de Martin Hippe/Nigel Moore. Mas o mínimo descuido pode dar a taça a Matthieu Lahaye/Jean-Baptiste Lahaye/François Hériau.

Na LMGTE, com a Luzich Racing já campeã, a briga pelo vice-campeonato reúne nada menos que quatro equipes de acordo com a matemática, pela ordem: Dempsey-Proton Racing (75 pontos), Kessel Racing (68), JMW Motorsport (64) e Spirit of Race (56).

Entre os postulantes ao vice está a tripulação 100% feminina da Kessel Racing, que conquistou dois pódios, em Silverstone e Paul Ricard.

A lista divulgada nesta terça-feira, embora ainda incompleta, conta com dois brasileiros: Bruno Senna com a RLR MSport Tower Events, novamente com John Farano e Arjun Maini; e Thomas Erdos com a United Autosports, junto a Garret Grist e Wayne Boyd.

Compartilhar

2 comentários

  1. Diego Serni disse:

    A GTE dá uma ou duas vagas diretas pra Le Mans?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *