A volta da Peugeot

A

RIO DE JANEIRO – Surpresa: a Peugeot anunciou nesta quarta-feira o seu retorno às competições de Endurance.

A marca do Leão confirmou um programa no FIA WEC na classe Hypercars para começar em 2022 – não ficou claro se é para a temporada #9 da competição ou para o campeonato 2022/2023.

Curioso: a Peugeot roeu a corda do Mundial de Endurance dias antes do anúncio oficial da lista de inscritos da primeira temporada.

O carro para o campeonato de 2012 passava por testes em Sebring, os pilotos seriam anunciados – inclusive dois deles eram o brasileiro Lucas Di Grassi e o francês Jean-Karl Vernay – e de um dia pra outro, tudo foi jogado no lixo.

A desculpa? A de sempre: a companhia não passava por um bom momento financeiro, então “tome” corte no automobilismo.

Porém, sob a batuta do português Carlos Tavares, o grupo PSA (Peugeot Citroën) passou por uma recuperação estrutural e vem ganhando força. Comprou as marcas Opel/Vauxhall, que pertenciam à General Motors na Europa e agora trabalha para uma fusão com a FCA (Fiat Chrysler Automobile).

Parabéns à Peugeot pela coragem de voltar a investir em automobilismo e principalmente no FIA WEC, dando um exemplo a outras montadoras que é possível seguir o mesmo caminho. Os franceses terão um motivo a mais para acompanhar as 24h de Le Mans com o mesmo entusiasmo de sempre.

Oxalá possamos ver os Pugs em ação em Interlagos de novo. Eu vi nas Mil Milhas de 2007 e posso dizer que são, até hoje, os Esporte-Protótipos mais impressionantes que correram neste país.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

10 Comentários

  • Que ótima noticia! Grande dia!!!

    Estava lendo aqui no Sportscar 365 que a Peugeot pode entrar dirigida pela Rebellion e o carro ser construído com o apoio da Oreca. Se isso se concretizar, os franceses podem dar muito trabalho!

  • Tomara!
    Sou fã da Peugeot e da Rebellion, seria lindo ver o Bruno Senna pilotando um bólido deles.
    Pensei uma coisa louca: Se a fusão PSA + FCA se concretizar os franceses podem buscar suporte técnico… Na Ferrari??????
    Pirei de vez???

    • A situação dos LMP2 permanece inalterada por enquanto – mas é bem possível que haja uma diminuição da potência dos motores com o uso de limitadores de entrada de ar.

      Nos Hypercars estão confirmadas Toyota, Glickenhaus e ByKolles. A Aston Martin anunciou participação, mas a situação financeira da marca não é das mais saudáveis.

      Hoje, há mais dúvidas do que certezas sobre a AMR.

    • Todo mundo, Alvaro.

      Ocorre que na indústria automobilística, quando as finanças de um grupo vão mal, a corda arrebenta no esporte a motor.

      A incompetência vai de dentro pra fora, mas uma ferramenta de marketing como o motorsport é sempre desprezada.

      Win on sunday, sell on monday – disse Henry Ford II ou Lee Iacooca – não estou certo de quem é esse aforismo que, pra mim, é definitivo.

  • Grande notícia , e já que citou essa prova de 2007 , me lembrei de um dos Peugeot tendo que largar da ultima posição , e depois ver aquele monstro ultrapassando todo mundo é o tipo de coisa que não esquecemos.

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames