MENU

17 de março de 2013 - 00:10American Le Mans Series

Na despedida, a dobradinha e a 11ª conquista

s1_1 (4)RIO DE JANEIRO - Deu a lógica: a Audi, favorita destacada, venceu pela 11ª vez as 12 Horas de Sebring. Um triunfo com sabor especial e histórico. Foi a primeira – e única – aparição dos R18 e-tron quattro no circuito da Flórida e também a última vitória da marca de Ingolstadt porque a partir de 2014 não haverá mais a classe LMP1 no futuro United SportsCar Racing Championship.

A trinca do carro #1, modelo do ano passado, guiado por Bénoit Tréluyer e Marcel Fässler, integrantes do elenco campeão mundial de Endurance e vencedor das 24 Horas de Le Mans, além do britânico Oliver Jarvis, levou a melhor após 364 voltas, com menos de oito segundos de diferença para o #2 de Tom Kristensen, Allan McNish e do brasileiro Lucas Di Grassi.

Sem nenhum patriotismo embutido nesse comentário, até porque eu não sou chegado a ‘pachequismos’ exacerbados, dava pro #2 ter ganho. Mas um retardatário, o belga Jan Heylen, no Porsche #11 da JDX Racing, classe LMGTC, a mais lenta do grid, atrapalhou Di Grassi num trecho da disputa e Jarvis aproveitou para passar e abrir vantagem. Coisas de corrida, enfim…

598978_426979647386683_328606788_n

O pódio da classe LMP1 foi completado pelo trio do #12 da Rebellion Racing, que fez uma corrida livre de problemas para derrotar o #6 da Muscle Milk, prejudicado por dois stop & hold que tiraram o alemão Klaus Graf do sério. Nicolas Prost/Neel Jani/Nick Heidfeld chegaram à frente dos rivais, numa pequena amostra do que vem pela frente no resto do campeonato da American Le Mans Series.

s1_1 (5)

Na LMP2, a Level 5 Motorsports dominou com absoluta tranquilidade da segunda metade da corrida para diante. Venceu o carro #551 guiado por Ryan Briscoe/Marino Franchitti/Scott Tucker – e o patrão ainda deu expediente no outro HPD ARX-03b do time, onde dividiu o cockpit com os pilotos de Fórmula Indy Simon Pagenaud e Ryan Hunter-Reay. O Zytek Z11SN da Greaves Motorsports, tido como franco favorito, acabou mesmo na terceira colocação da divisão.

Sebring_52

A classe LMPC teve uma disputa espetacular pela vitória na última meia hora, entre os protótipos Oreca FLM09 Chevrolet #8 da BAR1 Motorsports e #52 da PR1/Mathiasen. Ao fim da disputa, esta última equipe levou a melhor. Ótima estreia do canadense David Ostella, que liderou a tripulação do carro vitorioso ao lado de David Cheng e Michael Guasch. O trio formado por Kyle Marcelli/Chris Cumming/Stefan Johansson chegou mesmo em segundo, com Tristan Nunez/Charlie Shears/David Heinemeier-Hänsson em terceiro. O brasileiro Bruno Junqueira andou bem, mas não se pode dizer o mesmo de Alex Popow e Duncan Ende: o trio da RSR Racing acabou em quarto lugar na classe e em 12º na geral.

s1_1 (6)

Final de corrida emocionante também na LMGT: o Corvette #4 de Tommy Milner/Oliver Gavin/Richard Westbrook descontou a diferença para a Ferrari #62 de Matteo Malucelli/Olivier Beretta/Gianmaria Bruni. Malucelli, que guiava o carro vermelho da Risi Competizione, cometeu um erro fatal e a liderança – consequentemente, também, a vitória – caiu no colo do Vette dos campeões do ano passado na divisão.

Após a última posição no treino oficial, o Team Falken Tire surpreendeu ao longo da disputa: o confiável Porsche 911 (997) GT3 RSR do time coordenado por Derrick Walker conquistou um meritório 3º posto e um inédito pódio em Sebring na LMGT – à frente do estreante Z4 GTE da BMW e de um dos SRT Viper, que chegou a liderar e tinha possibilidade de quebrar a banca em Sebring, já que ninguém punha qualquer um dos carros do time entre os favoritos.

72596_10151507269917248_1517707516_n

O brasileiro Bruno Senna e seus colegas de Aston Martin Darren Turner e Stefan Mücke chegaram onde lhes foi possível, após os problemas de radiador que tiraram a trinca de esquadro. O carro resistiu bem após a troca da peça e o trio chegou em 23º na geral, oitavo na LMGT, com 318 voltas concluídas. No fundo, não deixa de ser um bom ensaio para a equipe e uma experiência das mais interessantes para Senna, que ainda precisa se familarizar com um carro totalmente oposto a um Fórmula 1.

Sebring

A Alex Job Racing, que já vencera as 24h de Daytona na divisão GT da Rolex Sports Car Series, voltou a fazer a festa noutra importante corrida longa: venceu na classe LMGTC com uma apresentação perfeita de Cooper MacNeil/Jeroen Bleekemolen/Dion Von Moltke. O pecado supremo foi o problema de combustível do #66 da TRG, que tirou o carro do pódio na última volta! A segunda posição ficou com Nelson Canache Jr./Spencer Pumpelly/Brian Wong e a terceira com o trio formado por Sean Edwards/Marco Seefried/Henrique Cisneros.

O resultado da 61ª edição das 12 Horas de Sebring (sujeito a alterações):

1º #1 Bénoit Tréluyer/Marcel Fässler/Oliver Jarvis
Audi R18 e-tron quattro LMP1
364 voltas em 12h00min11seg638

2º #2 Tom Kristensen/Allan McNish/Lucas Di Grassi
Audi R18 e-tron quattro LMP1
a 7seg679

3º #12 Nicolas Prost/Neel Jani/Nick Heidfeld
Lola B12/60 Toyota LMP1
359 voltas

4º #6 Klaus Graf/Lucas Luhr/Romain Dumas
HPD ARX-03c LMP1
358 voltas

5º #13 Andrea Belicchi/Mathias Beche/Congfu Cheng
Lola B12/60 Toyota LMP1
354 voltas

6º #551 Scott Tucker/Marino Franchitti/Ryan Briscoe
HPD ARX-03b LMP2
346 voltas

7º #552 Simon Pagenaud/Ryan Hunter-Reay/Scott Tucker
HPD ARX-03b LMP2
345 voltas

8º #41 Eric Lux/Christian Zügel/Tom Kimber-Smith
Zytek Z11SN Nissan LMP2
342 voltas

9º #52 Michael Guasch/David Cheng/David Ostella
Oreca FLM09 Chevrolet LMPC
336 voltas

10º #8 Kyle Marcelli/Chris Cumming/Stefan Johansson
Oreca FLM09 Chevrolet LMPC
336 voltas

11º #500 Charlie Shears/Tristan Nunez/David Heinemeier-Hänsson
Oreca FLM09 Chevrolet LMPC
335 voltas

12º #9 Bruno Junqueira/Alex Popow/Duncan Ende
Oreca FLM09 Chevrolet LMPC
335 voltas

13º #02 Ed Brown/Johannes Van Overbeek/Anthony Lazzaro
HPD ARX-03b LMP2
335 voltas

14º #05 Jonathan Bennett/Colin Braun/Mark Wilkins
Oreca FLM09 Chevrolet LMPC
334 voltas

15º #4 Oliver Gavin/Tommy Milner/Richard Westbrook
Chevrolet Corvette C6-R ZR1 LMGT
333 voltas

16º #62 Gianmaria Bruni/Olivier Beretta/Matteo Malucelli
Ferrari F458 Italia LMGT
333 voltas

17º #17 Wolf Henzler/Bryan Sellers/Nick Tandy
Porsche 911 (997) GT3 RSR LMGT
332 voltas

18º #55 Bill Auberlen/Maxime Martin/Jörg Müller
BMW Z4 GTE LMGT
330 voltas

19º #91 Dominik Farnbacher/Ryan Dalziel/Marc Goossens
SRT Viper GTS-R LMGT
329 voltas

20º #48 Bryce Miller/Marco Holzer/Richard Lietz
Porsche 911 (997) GT3 RSR LMGT
329 voltas

21º #7 Tomy Drissi/Rusty Mitchell/Chapman Ducote
Oreca FLM09 Chevrolet LMPC
326 voltas

22º #56 Dirk Müller/Joey Hand/John Edwards
BMW Z4 GTE LMGT
321 voltas

23º #97 Darren Turner/Stefan Mücke/Bruno Senna
Aston Martin Vantage V8 LMGT
318 voltas

24º #22 Cooper MacNeil/Jeroen Bleekemolen/Dion Von Moltke
Porsche 911 (997) GT3 Cup LMGTC
315 voltas

25º #45 Nelson Canache Jr./Spencer Pumpelly/Brian Wong
Porsche 911 (997) GT3 Cup LMGTC
315 voltas

26º #30 Henrique Cisneros/Marco Seefried/Sean Edwards
Porsche 911 (997) GT3 Cup LMGTC
314 voltas

27º #11 Mike Hedlund/Jan Heylen/Jon Fogarty
Porsche 911 (997) GT3 Cup LMGTC
314 voltas

28º #66 Ben Keating/Damien Faulkner/Craig Stanton
Porsche 911 (997) GT3 Cup LMGTC
313 voltas

29º #27 Patrick Dempsey/Joe Foster/Andy Lally
Porsche 911 (997) GT3 Cup LMGTC
311 voltas

30º #10 Michael Avenatti/Andrew Davis/Bob Faieta
Porsche 911 (997) GT3 Cup LMGTC
311 voltas

31º #99 David Calvert-Jones/Lawson Aschenbach/Eric Curran
Porsche 911 (997) GT3 Cup LMGTC
309 voltas

32º #44 Alexandre Imperatori/Brett Sandberg/Pierre Ehret
Porsche 911 (997) GT3 Cup LMGTC
309 voltas

33º #007 Paul Dalla Lana/Pedro Lamy/Billy Johnson
Aston Martin Vantage V8 LMGT
307 voltas

34º #93 Jonathan Bomarito/Kuno Wittmer/Tommy Kendall
SRT Viper GTS-R LMGT
303 voltas

35º #31 Carlos Gomez/Mario Farnbacher/Kuba Giermaziak
Porsche 911 (997) GT3 Cup
301 voltas

36º #81 Patrick Simon/Mirco Schultis/Pierre Kaffer
Oreca FLM09 Chevrolet LMPC
286 voltas

37º #01 Guy Cosmo/Scott Sharp/David Brabham
HPD ARX-03b LMP2
281 voltas

38º #68 Al Carter/Kévin Estre/Carlos de Quesada
Porsche 911 (997) GT3 Cup LMGTC
269 voltas

39º #3 Jan Magnussen/Antonio Garcia/Jordan Taylor
Chevrolet Corvette C6-R ZR1 LMGT
213 voltas (abandonou/transmissão)

40º #23 Leh Keen/Townsend Bell/Bill Sweedler
Ferrari F458 Italia LMGT
209 voltas (abandonou/acidente)

41º #16 Chris Dyson/Guy Smith/Butch Leitzinger
Lola B12/60 Mazda LMP1
81 voltas (abandonou/problemas mecânicos)

42º #0 Olivier Pla/Andrew Meyrick
Delta Wing DW12 Elan LMP1
10 voltas (abandonou/princípio de incêndio)

8 comentários

  1. Carlos Ganhadeiro disse:

    Olha olha, os brasileiros estão chegando! Já já tem equipe…

  2. Carlos Alvim disse:

    Adorei o Pachequismo!!! Abraço do Carlos Alvim!

  3. geraldo101 disse:

    Grande corrida, e grande cobertura!

    Parabéns!

  4. Eder disse:

    Sem falar da punicao ao carro #2, que na minha opniao, foi ridicula.

  5. Luiz Carlos disse:

    Achei o Lucas di Grassi o melhor piloto da Audi em Seibring. Sabem se ele vai fazer o WEC ?

  6. Gustavo Oliveira disse:

    Somente 10 voltas e o motor já tava fumando? Pelo jeito o Delta Wing não vai a lugar algum nas mãos de Don Panoz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>