MENU

28 de julho de 2014 - 17:18Blancpain GT Series Endurance

Mais uma 24 Horas na conta da Audi

24h Spa

RIO DE JANEIRO - Le Mans, Nürburgring e Spa-Francorchamps. A tríade das principais provas de 24 Horas da Endurance na Europa foi conquistada por uma única marca: a Audi completou neste fim de semana o ciclo de triunfos com a conquista das 24 Horas de Spa-Francorchamps mais acidentadas dos últimos tempos.

As primeiras horas de disputa no circuito de 7 km de extensão encravado na Floresta das Ardenas foram as mais caóticas de que já se teve notícia. Um festival de porradas, a maioria no trecho Eau Rouge-Raidillon, dizimou duas equipes por completo: a Boutsen Ginion Racing e a GT Corse by Rinaldi tiveram destruídos todos os seus carros. E no acidente mais grave dentre todos os que se viram na Bélgica, um piloto – Markus Mahy – chegou a ser hospitalizado. Felizmente, as notícias são boas e o piloto da Kessel Racing está fora de perigo, tendo recobrado a consciência após o impacto brutal do choque com o carro do russo Vadim Kogay, que inclusive pegou fogo.

Após uma longa bandeira vermelha, a prova recomeçou sob regime de Safety Car e a partir daí, as coisas ficaram aparentemente mais tranquilas. Grande parte da disputa foi marcada pela épica batalha entre o Audi #1 da equipe Belgian Audi Club Team WRT e a BMW #77 da Marc VDS Racing – ambas, por sinal, equipes locais.

Embora tenha enfrentado problemas de parte elétrica que afetaram o uso do controle de tração da Z4 de Lucas Luhr/Dirk Werner/Markus Palttala, a Marc VDS bem que tentou, na base da estratégia, evitar a vitória do trio René Rast/Markus Winkelhock/Laurens Vanthoor. No último pit stop, o time de Marc Van der Straeten decidiu não trocar os pneus do bólido para ganhar tempo – mas o R8 LMS Ultra da equipe chefiada por Pierre Dieudonné não deu refresco com Rast a bordo. A quinze minutos do fim, o piloto do #1 superou Dirk Werner, que estava a bordo da BMW e venceu por apenas 7″077 após 527 voltas de prova – uma vantagem bastante apertada para uma corrida tão longa.

O carro #3 de Christopher Mies/Frank Stippler/James Nash – por sinal, outro Audi da Belgian Audi Club Team WRT – completou um pódio 100% composto por carros de fabricação alemã. Este bólido inclusive se envolveu num entrevero com a Mercedes #63 da Black Falcon Racing, acidente este que causou danos nos dois carros – mais extensos na “Gaivotinha” que no Audi.

A Saintéloc Racing concluiu a prova em quarto, graças ao excelente trabalho de Stéphane Ortelli/Edward Sandström/Grégory Gulivert, enquanto a HTP Motorsport, que defendia a vitória conquistada ano passado, amargou a 5ª colocação apenas, quatro voltas atrás do Audi vencedor.

Na Pro-Am Cup, a AF Corse confirmou o amplo favoritismo e venceu com direito ao 6º posto geral da Ferrari #53 guiada por Niek Hommerson/Louis Machiels/Andrea Bertolini/Marco Cioci. O time italiano ainda teve outro carro em terceiro: o #52 conduzido por Steve Wyatt/Michele Rugolo/Craig Lowndes/Andrea Piccini. Entre eles, a BMW da Écurie Ecosse com Alasdair McCaig/Andrew Smith/Oliver Bryant/Alexander Sims.

O time de Amato Ferrari venceu também na Gentlemen Trophy, graças a Cédric Mezard/Aliaksandr Talkanitsa/Peter Ashley Mann/Francisco Guedes, com o quarteto completando 502 voltas, na 24ª posição geral. Com cinco voltas de desvantagem, a segunda posição da classe foi conquistada pelo Team Parker, no Audi R8 LMS guiado por Leo Machitski/Ian Loggie/Carl Rosenblad/Julien Westwood. Yannick Mallegol/Jean-Marc Bachellier/Howard Blank/François Perrodo sobreviveram à carnificina e completaram o pódio da divisão.

24h Spa

Os trios da equipe vencedora e 3ª colocada das 24h de Spa posam para a foto comemorativa ao lado de Romolo Liebchen, da Audi (Foto: Audi Motorsport/Divulgação)

Restando apenas a disputa dos 1000 km de Nürburgring para fechar o campeonato do Blancpain Endurance Series, Laurens Vanthoor lidera entre os pilotos da Pro Cup com 74 pontos, contra 67 de Edward Sandström/Stéphane Ortelli/Grégory Gulivert. Na Pro-Am Cup, Andrea Rizzoli/Stefano Gai/Francesco Castellacci comandam a classificação com 12 pontos de vantagem para Andrew Smith/Alasdair McCaig/Oliver Bryant. Peter Mann e Francisco Guedes lideram na Gentlemen Trophy, 22 pontos à frente de Alexander Mattschull e Frank Schimckler.

6 comentários

  1. Rodrigo, duas dúvidas:

    Primeira: Como ficou o Kogay depois da pancada?

    Não saiu nada sobre o estado do dito cujo, pelo menos eu não vi sair nenhum comunicado.

    E segunda: tu viste que a SRO quer passar a prova de 1000km de Nürburgring para Paul Ricard ano que vem? Não é meio que dar um tiro no pé, já que a prova dos “1000km de Nürburgring” é extremamente tradicional?

    • Rodrigo Mattar disse:

      A princípio, parece que o Vadim Kogay não se machucou tanto quanto o Markus Mahy no incidente, embora o carro dele tivesse ficado destruído e incendiado. Sobre os 1000 km de Paul Ricard em lugar da etapa em Nürburgring, sim, está confirmada a mudança pelo SRO para 2015.

  2. Jonny'O disse:

    Nossa……olha como tá alto a base do troféu…ficou feio pacas!!!…..deveriam colocar todas essas plaquinhas presas em correntes e jogadas dentro do troféu .

    Mas tudo bem…gostaria de ter uma dessas assim mesmo..hehe

  3. Eder disse:

    esse Kogay é o mesmo que protagonizou um show de horrores em Monza, resta saber como foi que aconteceu esse acidente horrível.

  4. Leandro disse:

    Cada corrida que eu vejo eu me convenço que René Rast é um dois maiores pilotos de GT de todos os tempos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>