MENU

17 de agosto de 2018 - 14:52Mundial de Endurance

6h de Silverstone: Toyota domina a sexta-feira; Senna sofre fratura e não corre domingo

7-toyota-wec-2018-silverstone-free-1

Domínio: Toyota #7 esteve sempre na frente em Silverstone na sexta-feira de treinos livres; primeiro com Conway, depois com o argentino Pechito López. Fox Sports 2 transmite ao vivo parte da disputa neste domingo a partir de 11h

RIO DE JANEIRO - Após mais de dois meses ausente das pistas, o Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC) retomou a temporada 2018/19 da chamada Super Season com a disputa dos primeiros treinos livres para as 6h de Silverstone. Para surpresa alguma, a Toyota foi dominante. Fez o melhor tempo nas duas sessões e liderou a folha de tempos sem sustos.

Susto mesmo deu o brasileiro Bruno Senna: o piloto sofreu um acidente forte a bordo do Rebellion R13 Gibson #1 e acabou sofrendo fratura no tornozelo do pé direito, o que lhe deixará fora da disputa das 6h de Silverstone.

O carro ficou bastante destruído na lateral direita, especialmente nos cantos de suspensão e também na seção dianteira. Por conta dos danos, o alemão Andre Lotterer e o suíço Neel Jani foram impedidos de guiar no segundo treino livre. Ninguém da equipe comentou o incidente ocorrido na primeira sessão, quando o carro #1 foi o quarto mais rápido.

Outra equipe que experimentou dissabores durante as sessões livres desta sexta-feira foi a ByKolles. O estreante René Binder logo percebeu que havia um problema no protótipo e o motor quebrou, provocando vazamento de óleo, incêndio e um rombo no bloco. O propulsor quebrado seria trocado para o carro voltar à pista amanhã, já que o conserto não seria feito a tempo para o retorno ao FP2.

Nas duas sessões, o carro #7 foi o mais rápido. De manhã, com Mike Conway e à tarde com o argentino José María López. Pechito marcou 1’38″536 e foi 1″357 mais rápido que o melhor piloto do #8, no caso o japonês Kazuki Nakajima. A principal estrela do WEC e da Toyota, Fernando Alonso, completou 25 voltas e marcou o tempo de 1’40″716.

Sobre o espanhol, que anunciou num intervalo de 24 horas sua saída da Fórmula 1 e a intenção de disputar a Fórmula Indy numa parceria entre McLaren, Andretti e a Harding Racing, há um otimismo quanto à permanência de Fernando nas provas de longa duração.

“Eu me sinto bem. Eu me sinto competitivo e sinto uma boa atmosfera. Obviamente, ganhei Spa e Le Mans, por isso sinto-me ainda mais positivo agora. A Toyota é uma equipe muito comprometida e muito profissional desde o primeiro dia. Eu gosto do jeito que eles trabalham e da maneira como se preparam. O mesmo com o WEC – é um campeonato que abriu as portas desde o primeiro dia para mim. Eles são extremamente felizes e fazem tudo o que podem para deixar todo mundo feliz”, garante Don Fernando de las Asturias.

28-tds-wec-2018-silverstone-free-1

A TDS Racing aguarda o julgamento do apelo da desclassificação de seus carros nas 24h de Le Mans. Enquanto isso, o #28 foi o terceiro mais veloz nos treinos livres em Silverstone

Na subclasse LMP2, a Jackie Chan DC Racing, numa de suas provas “caseiras”, já que a sede física do time é na Inglaterra – embora a bandeira da escuderia seja chinesa – foi a mais rápida com seu protótipo Oreca 07 Gibson guiado por Gabriel Aubry. A jovem revelação francesa marcou o tempo de 1’45″351, quase meio segundo abaixo do experiente Nico Lapierre, da equipe francesa Signatech-Alpine Matmut. Matthieu Vaxivière foi o terceiro com o carro da TDS Racing e Nabil Jeffri, no segundo bólido da Jackie Chan, foi o quarto.

Com os modelos Oreca ocupando os cinco primeiros postos entre os sete inscritos, o brasileiro André Negrão cumpriu um total de 24 voltas ao longo da sexta-feira, fechando os treinos com o tempo de 1’47″082. Amanhã, a equipe decide quem dos dois pilotos profissionais classifica – já que na LMP2 é obrigatória a presença de um piloto de graduação platina/ouro ao lado de um prata/bronze em tripulações Pro-Am, na tomada de tempos.

66-ford-wec-2018-silverstone-free-1

Stefan Mücke foi o piloto mais rápido do dia entre os LMGTE-PRO. A Aston Martin finalmente conseguiu um bom desempenho às custas do BoP

A Ford fez dobradinha com seus GT EcoBoost na LMGTE-PRO: Stefan Mücke foi o mais rápido do dia com o tempo do FP1 – 1’56″852, apenas 0″046 mais rápido que Harry Tincknell, piloto da casa. Os Aston Martin Vantage AMR finalmente conseguiram aliar performance e velocidade, com o ótimo 3º tempo do britânico Alex Lynn, que marcou 1’57″026, dois décimos melhor que o colega de equipe Marco Sørensen.

Depois dos dois construtores veio a melhor Ferrari, com a 5ª colocação no combinado dos dois treinos. Vencedora em La Sarthe, a Porsche ficou com a sexta posição, enquanto a BMW não conseguiu bons tempos em relação aos adversários. O melhor piloto da casa bávara hoje foi o brasileiro Augusto Farfus, com 1’58″893 – mais de dois segundos pior que o tempo de Mücke.

88-proton-porsche-wec-2018-silverstone-free-1

Na LMGTE-AM, melhor tempo para o Porsche #88 de Matteo Cairoli

E na LMGTE-AM, a Porsche liderou com Matteo Cairoli marcando 1’59″105, deixando Pedro Lamy em segundo com seu vetusto Aston Martin a 0″273. O #77 vencedor das 24h de Le Mans foi o terceiro ao fim das sessões livres, seguido pela Gulf Racing UK e pela TF Sport. A realçar que oito dos nove carros inscritos ficaram dentro do mesmo segundo nesta sexta-feira.

O Fox Sports 2 transmite AO VIVO as 6h de Silverstone, começando 8h da manhã pelo Fox App (sem narração em português). A partir das 11h da manhã, vocês podem acompanhar a corrida comigo nos comentários junto ao mestre absoluto Edgard Mello Filho. A narração será do Thiago Alves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>