MENU

28 de novembro de 2014 - 18:43Mundial de Endurance

6h de São Paulo, treinos livres #2 – Recorde para Porsche e Webber

IMG_0230-2

À vontade: Webber fez a volta mais rápida do dia em Interlagos, com direito a novo recorde de protótipos para a pista (Foto: Gabriel Pedreschi/Grande Prêmio)

SÃO PAULO - O que era esperado aconteceu: o recorde de Interlagos para protótipos foi quebrado. Por quatro carros, aliás: os dois Porsche 919 Hybrid e os dois Audi R18 e-tron quattro. E em mais uma dobradinha dos LMP1 de Weissach, deu Mark Webber na cabeça. O australiano quebrou os cronômetros com o tempo de 1’18″349, quatro décimos melhor que a pole position de Stéphane Sarrazin nas Mil Milhas de 2007. Não é surpreendente: ele venceu o GP do Brasil duas vezes (2009 e 2011), conhece bem a pista e está cada vez mais à vontade. O piloto ganhou rasgados elogios de um dos diretores da Porsche, Alex Hitzinger, em coletiva realizada hoje mais cedo.

Romain Dumas foi o piloto mais rápido no carro #14, a 0″091 de Webber. Lucas Di Grassi conseguiu a terceira marca do treino a 0″106 e o quarto foi Andre Lotterer a 0″266. Muito equilíbrio, aparentemente. E a Toyota, que deve ter se feito de morta nesse segundo treino, ficou com a quinta e sexta marcas, a 1″041 do melhor tempo da sessão.

Entre os LMP1 não-oficiais, os dois Rebellion – como sempre – foram os mais rápidos. Mas o Lotus evoluiu: o #9 de Pierre Kaffer e Lucas Auer ficou a menos de um segundo do #13 do time helvético. Já na LMP2, barbada: o Ligier da G-Drive Racing foi um segundo e três décimos melhor que o Oreca #27 da SMP Racing. São os dois carros que decidirão o título da categoria e até agora o #26 leva relativa vantagem.

Na LMGTE-PRO, Fernando Rees estabeleceu o tempo de referência em 1’30″112. Impressionante como os carros enquadrados no regulamento GT2 se aproximam da marca da extinta LMGT1 cravada por Olivier Beretta nas Mil Milhas, há cinco anos. O monegasco virou 1’29″2 em qualificação na ocasião. O segundo tempo da categoria, do #97 do construtor britânico, foi apenas 0″065 mais lento. E em terceiro veio o Porsche #91, seis décimos mais lento. Como curiosidade, o #92 de Fréderic Makowiecki/Patrick Pilet fez, em 90 minutos de treino, somente um pit stop, enquanto outros adversários fizeram até oito, com um total de 58 voltas e o melhor tempo em 1’30″810. Claramente os alemães do Team Manthey treinaram com este carro em configuração de corrida, fazendo o chamado “long run”.

Já na LMGTE-AM, Pedro Lamy cravou todo mundo – 1’30″367, meio segundo abaixo do outro Aston Martin, o dos dinamarqueses. A Ferrari #61 de Emerson Fittipaldi/Alessandro Pier Guidi/Jeffrey Segal ficou com 1’31″666, 25º tempo geral e sexto na categoria.

Amanhã, os pilotos voltam à pista para o último treino livre antes da qualificação que define o grid para as 6h de São Paulo. O Grande Prêmio continua com sua cobertura completa da última etapa do FIA WEC em Interlagos, com Renan do Couto e Gabriel Curty.

3 comentários

  1. Fernando Lima disse:

    Muito bom…mas confesso que desta vez ficarei dividido entre a torcida para um Porsche e o Audi #2, do Mito Tom Kristensen.

Deixe uma resposta para Carlos Del Valle Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>