4h de Silverstone: G-Drive Racing emplaca mais uma rumo ao título

4
5b786536a7add
Com três vitórias em quatro provas, a G-Drive Racing abriu 34 pontos para a Racing Engineering, restando duas corridas para o término do campeonato do ELMS

RIO DE JANEIRO – Oitenta e sete pontos em cento e quatro possíveis: a G-Drive Racing e o trio do carro #26 caminha a passos largos rumo ao título do European Le Mans Series em 2018. E desta vez, foi uma vitória mais contundente que as duas anteriores: a trinca Roman Rusinov/Andrea Pizzitola/Jean-Éric Vergne dominou quase por inteiro a 4ª etapa do campeonato de 2018, chegando assim à terceira vitória consecutiva na competição.

O domínio do protótipo de cor laranja e preto foi tão latente que os vencedores completaram a disputa com uma volta inteira de vantagem para o 2º colocado, o #21 da DragonSpeed guiado por Ben Hanley/Henrik Hedman/Nico Lapierre, que conquistaram o melhor resultado na temporada, superando a trinca da IDEC Sport por apenas 8″330. Paul Lafargue/Paul-Loup Chatin/Memo Rojas Jr. alcançaram o segundo pódio no ano.

Pole position, a trinca da Panis Barthez Competition acabou mesmo em 6º lugar, superada não só pelos três primeiros como também pela trinca do #39 da Graff Racing e também pelo #31 da APR-Rebellion, numa corrida em que seis chassis Oreca terminaram no top 10 contra dois Ligier e dois Dallara. O brasileiro Felipe Nasr e seus parceiros Roberto Lacorte e Giorgio Sernagiotto, a despeito de vários problemas ao longo da disputa, terminaram em 13º entre os LMP2 e 35º na geral, com 30 voltas de atraso.

Na LMP3, a United Autosports conquistou uma importante vitória com o trio Tony Wells/Garret Grist/Matt Bell concluindo a disputa em 13º lugar na geral, com pouco mais de nove segundos para a Ecurie Ecosse/Nielsen, com Colin Noble/Alex Kapadia/Christan Stubbe Olsen. A Ultimate Racing fechou o pódio com seu Norma M30 guiado por Jean-Baptiste e Matthieu Lahaye, mais François Hériau.

Mesmo terminando em 6º lugar na categoria e em 18º na geral, o trio da RLR MSport formado por John Farano/Job Van Uitert/Rob Garofall segue na liderança do campeonato com 58,5 pontos, já que Giorgio Mondini/Kay Van Berlo ficaram apenas com o 16º lugar na categoria e o trigésimo-quarto posto na geral.

A vitória na LMGTE foi definida nos detalhes: penalizações impediram que a Proton Competition vencesse e a JMW Motorsport triunfou com a Ferrari #66 da trinca Miguel Molina/Liam Griffin/Alex MacDowall fechando em 25º na geral com apenas 0″126 de vantagem para o Porsche de Matteo Cairoli, Gianluca Roda e Giorgio Roda Jr., que apesar do revés em Silverstone seguem como líderes da classificação com 72 pontos contra 63 dos vencedores. A Spirit of Race fechou o pódio com Matt Griffin/Duncan Russell Cameron/Aaron Scott.

A próxima etapa do ELMS será as 4h de Spa-Francorchamps, no próximo dia 23 de setembro.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames