35 carros confirmados para Road America

3
IMSA WeatherTech SportsCar Championship
Após o domínio traduzido em vitórias nas últimas provas, a Mazda sofreu sanções no BoP para a prova de Road America, a nona da série IMSA em 2019

RIO DE JANEIRO – Nona etapa do IMSA Weathertech SportsCar Championship, o Grande Prêmio de Road America será no primeiro domingo de agosto no circuito de Elkhart Lake. A sensacional pista do Wisconsin, com 4 milhas de extensão, terá de volta as quatro categorias – os protótipos DPi e LMP2 não foram a Lime Rock – e um total de 35 carros foi confirmado para a corrida do dia 4.

Isso porque a Juncos Racing não conseguirá reconstruir seu Cadillac DPi a tempo de participar da etapa. O trabalho é frenético na oficina para colocar em ordem o Cadillac DPi-V.R destruído no acidente de Victor Franzoni em Mosport, mas afora a necessidade do trabalho extra, a equipe de Ricardo Juncos não nada em dinheiro. Agora, só em Laguna Seca para vermos de volta o carro #50.

Assim, o grid da classe principal terá dez carros, com dois protótipos LMP2, oito GTLM e quinze GTD – novamente o maior plantel, por conta da etapa de Road America ser a quinta do Weathertech Sprint Cup.

Vencedores em Watkins Glen e no Canadá, os Mazda RT24-P DPi vão ser penalizados pelo BoP da categoria, com acréscimo de peso (930 kg de peso mínimo, 20 a mais que nas corridas passadas), dois litros a menos de gasolina no tanque (74 ao invés de 76 litros) e redução do boost do turbo na faixa útil entre 7250 e 9000 rpm – a perda de potência é estimada em 17 cavalos.

Os Cadillac vão ganhar mais peso (mínimo de 980 kg – vinte a mais que no BoP anterior), mas o restritor do motor 5,8 litros V8 terá um aumento de 0.6 mm que proporcionará onze cavalos a mais no propulsor. O tanque de combustível ganhará também mais um litro. Já os Acura do Team Penske vão para Elkhart Lake com 10 kg a mais de peso mínimo – 945 kg, de acordo com o boletim da IMSA.

Enquanto entre os GTLM a entidade parece bem satisfeita, a tabela de equalização de desempenho entre os GTD tem novidades. Os Acura ganham novo sobrepeso de 20 kg, subindo o peso mínimo do carro da equipe líder do campeonato para 1350 kg. A Ferrari 488 GT3 da Scuderia Corsa terá uma “dieta” de 10 kg, mais potência na faixa útil de giros entre 5500 e 7500 rpm (quatro cavalos a mais) e o McLaren 720S GT3 da Compass Racing perde 30 kg e ganha sete cavalos com o incremento do boost do turbo do motor entre 2000 e 8000 rpm.

Na lista de entradas, há novidades. A estreia de Patrick Kelly no #52 da PR1/Mathiasen Motorsports ao lado de Matthew McMurry é uma delas. A volta de Tommy Milner, já recuperado da lesão na mão esquerda que o tirou de esquadro nas duas últimas etapas é outra. A Starworks volta e traz pelo menos um Audi R8 LMS EVO para Parker Chase/Ryan Dalziel, já que a Moorespeed continua de fora após a panca do carro #19 em Glen.

Também retorna a equipe Lone Star Racing com sua Mercedes-AMG GT3 para Gar Robinson/Lawson Aschenbach, enquanto Bia Figueiredo está confirmada ao lado de Katherine Legge no #57 da Heinricher Racing w/Meyer Shank Racing, já que Christina Nielsen fará a etapa sul-coreana do Blancpain GT World Challenge Asia no mesmo final de semana. Pfaff Motorsports e Wright Motorsports fazem uma curiosa troca: Dennis Olsen, que venceu em Lime Rock junto a Zach Robichon, estará no #91 ao lado de Anthony Imperato. E Matt Campbell, que guiou pela Wright na última etapa, estará no #9 junto a Zach Robichon.

A disputa pelo título continua em aberto em todas as divisões. Na DPi, Juan Pablo Montoya/Dane Cameron lideram com 207 pontos após a etapa de Mosport, três à frente de Pipo Derani/Felipe Nasr. Hélio Castroneves/Ricky Taylor vêm em terceiro, somando 198 pontos. E mesmo com poucos pilotos e carros, o panorama é equilibrado entre os LMP2, onde Matthew McMurry comanda o campeonato dois pontos adiante de Cameron Cassels/Kyle Masson – aliás, James French é quem estará a bordo do #38 em Road America.

Na GTLM, os pilotos da Porsche brigam entre si numa repetição do filme visto na Super Season do WEC: Earl Bamber/Laurens Vanthoor somam oito pontos de margem para Nick Tandy/Patrick Pilet. O panorama é muito mais favorável aos comandantes do campeonato na GTD, onde Mario Farnbacher/Trent Hindman lideram com 30 pontos para Robby Foley/Bill Auberlen, da Turner Motorsport.

O Fox Sports deve exibir a etapa em VT, já que a prioridade para o dia 4 de agosto serão outros eventos. A grade aponta a exibição inédita para o dia 6, terça-feira, às 23h, no Fox Sports 2.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

3 Comentários

  • uma pena 3 pilotos bons que já correram de imsa nenhuma equipe chama eles para correr em nenhuma corrida da imsa, acho estranho, que são gaby chaves, james davidson e stefan wilson, 3 pilotos bons parados esse ano

  • mattar não é falta de assunto, gaby chavez foi campeão da indy lightys conseguiu bons resultados com a harding na indy, james davidson já correu na nascar x finit series em circuitos mistos e acho estranho eles estarem parados sem correr de nada esse ano, e a imsa eles já correram nela, é isso, o stefan wilson assumo é fraquinho como piloto, mas o gaby chaves anda bem

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames