24h de Le Mans: Toyota se impõe no Journée Test

2

RIO DE JANEIRO – Vencedora das últimas quatro edições das 24h de Le Mans com seus protótipos TS050 e GR010 Hybrid, no fim da era LMP1 e início da fase Hypercar, a Toyota foi absoluta no Journée Test para a clássica prova francesa, realizado com sessões de 4h de duração cada neste domingo.

O carro #7 vencedor das 6h de Spa-Francorchamps fechou a folha de tempos com os 62 carros inscritos à frente da concorrência: José María López foi o piloto mais rápido do dia, com 3’29″896, 0″208 mais rápido que o Glickenhaus #708 inscrito para Romain Dumas, Olivier Pla e o brasileiro Pipo Derani.

Resultados do Journée Test: sessão 1 sessão 2

Quatro dos cinco Hypercar inscritos ficaram dentro do mesmo segundo: o Toyota #8, que teve uma falha terminal no sistema híbrido do carro durante a última corrida, foi o terceiro e o segundo Glickenhaus estabeleceu-se em quarto.

O Alpine dos líderes do campeonato? Pois não: o A480 Gibson, mesmo com um acréscimo de potência que deixa o carro #36 com 563 cavalos – 13 a mais que na etapa passada – com o BoP publicado antes do Journée Test – ficou em 7º na geral, com a marca de 3’32″420.

O protótipo da equpe francesa ficou atrás de dois LMP2 – sendo o mais rápido o #22 da United Autosports USA. Filipe Albuquerque veio direto de Detroit – ele e vários pilotos, aliás – para as sessões de treinos e o português, sempre veloz, virou 3’32″099. A Jota, com o #38 do trio Antonio Félix da Costa (que veio da Indonésia, onde correu pela Fórmula E), Will Stevens e Roberto González também superou o Alpine líder da Hypercar.

A terceira marca entre os 27 protótipos LMP2 no Journée Test foi do segundo carro da United Autosports USA, seguida pelo #41 da RealTeam by WRT e pela IDEC Sport.

A TDS Racing x Vaillante foi a melhor entre as equipes da subclasse LMP2 Pro-Am, com o Oreca #13 estabelecendo 3’33″371. O Team Penske, que deu oportunidade a Mathieu Jaminet e Harrison Newey no Journée Test, fez o 13º tempo da classe e 18º geral – 3’34″200. A Inter Europol de Pietro Fittipaldi foi 22ª geral e décima-sétima da divisão – 3’34″281.

Por 0″036, a Corvette superou a Ferrari na LMGTE-PRO: o carro #64, que corre pelos pontos do WEC, foi o mais rápido da classe com Alexander Sims registrando 3’54″001, contra 3’54″037 do #52 da AF Corse que terá Davide Rigon junto a Miguel Molina e Antonio Fuoco.

A #51 de Daniel Serra, inscrito junto a James Calado e Ale Pier Guidi, ficou em quarto com 3’54″395, atrás de um dos dois Porsches oficiais – aliás, o construtor de Weissach enfrentou um rosário de problemas técnicos com os carros do time oficial de fábrica. Apesar disto, o #91 de Gimmi Bruni/Richard Lietz/Fred Makowiecki salvou o terceiro posto.

A Riley Motorsports, equipe do brasileiro Felipe Fraga, que dividirá o carro com Sam Bird e Shane Van Gisbergen, figurou na quinta colocação – 3’54″437. Registre-se, aliás, que somente meio segundo separou os dois Corvettes, que figuraram nos extremos da categoria – infelizmente com apenas sete inscritos.

Na LMGTE-AM, a Kessel Racing w/Car Guy liderou a tábua de tempos com a Ferrari de Takeshi Kimura/Frederik Schandorff/Mikkel Jensen marcando 3’54″827 contra 3’55″241 do #66 da JMW Motorsport – que chamou Jody Fannin para ajudar no acerto do carro inscrito para Renger Van der Zande/Mark Kvamme/Jason Hart.

A Spirit of Race ficou com a terceira marca com a Ferrari #71 inscrita no WEC, seguida do Aston Martin #98 da NorthWest AMR, do canadense Paul Dalla Lana, mais David Pittard e Nicki Thiim. Após mais duas Ferrari F488 GTE, veio o melhor Porsche: o #93 da Proton Competition, inscrito para o ator Michael Fassbender, mais Zach Robichon e Matt Campbell – que fez 3’55″747.

Entre os 23 LMGTE-AM inscritos, o pior tempo foi da Dempsey-Proton com o #88 de Fred Poordad/Patrick Lindsey/Jan Heylen, em 3’58″353. Pela primeira vez em muito tempo, todo o plantel do Journée Test teve as melhores voltas registradas em menos de 4 minutos.

As atividades de pista têm uma pausa até quarta-feira. Dia 8, a partir das 14h locais (9h de Brasília), a pista será aberta para três horas de treinos livres e no mesmo dia, às 19h da França (14h de Brasília), acontece o treino classificatório que define os participantes da Hyperpole e os demais lugares de largada. Um segundo treino livre, com duração de duas horas, está marcado para iniciar às 22h locais (17h de Brasília).

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

1 Comentário

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames